Divulgação
Divulgação

Empresário encontrou uma saída para o bug do milênio e hoje tem negócio de sucesso

Conheça a história de José Ricardo Ferreira, que começou a perfurar cartões binários na Nestlé

CRIS OLIVETTE, OPORTUNIDADES,

06 de maio de 2012 | 13h19

Formado em administração de empresas, o paulistano José Ricardo Ferreira sempre trabalhou com tecnologia da informação. “Comecei em 1979, como perfurador de cartões binários na Nestlé”, conta. Após diversos cursos de especialização e 20 anos de carreira, Ferreira decidiu trabalhar por conta própria. Isso foi em 1999, quando todos estavam preocupados com os danos que o bug do milênio poderia causar aos sistemas informatizados.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google+ ::

“Consegui um software que resolvia esse problema e passei trabalhar com isso.” Depois, sem bug e já no ano 2000, criou a Entire TP, que figura hoje entre as principais fornecedoras de soluções de comércio eletrônico para o mercado corporativo B2B (Business to Business). Com escritórios em Ribeirão Preto e em São Paulo, a Entire tem entre seus clientes os laboratórios Pfizer, Novartis, GSK e Sandoz.

 A companhia foi montada com mais dois sócios. Um permaneceu até 2003, o outro até 2006. "Quando fiquei sozinho, resolvi focar os serviços em uma plataforma de B2B toda baseada em compra e venda." Ferreira apostou na criação de portais de relacionamento comercial, automação de pedidos, roteiro de visitação e smartphones.  "Foi uma decisão acertada, hoje nossos produtos oferecem estabilidade, disponibilidade e bom desempenho", afirma.

A Entire emprega 50 profissionais e, segundo Ferrreira, vem crescendo cerca de 28% ao ano.  "Nossos portais concentram mais de 300 mil usuários e movimentam em torno de R$ 1 bilhão por ano. " O empresário afirma que perseverar é fundamental para quem deseja empreender. "É preciso insistir e procurar ajuda e informações em outras empresas e no Sebrae, porque sempre faltam conhecimentos sobre alguns pontos", frisa. 

Tudo o que sabemos sobre:
Oportunidades

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.