André Medeiros/Divulgação
André Medeiros/Divulgação

Empresa organiza piquenique chique que custa a partir de R$ 1,5 mil no Rio de Janeiro

Trio de amigos criou empresa Vem Pro Piquenique e utiliza objetos coloridos e divertidos na decoração das festas

GISELE TAMAMAR, ESTADÃO PME,

15 de agosto de 2013 | 06h40

A tradicional toalha xadrez vermelha ganhou novos companheiros na hora do piquenique. Cadeiras com estampas floridas, pufes infláveis e almofadas de bermudas de surfe compõem os eventos organizados pela empresa Vem Pro Piquenique, no Rio de Janeiro. De festa de criança a evento corporativo, a empresa topa tudo. O preço? A partir de R$ 1,5 mil.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A ideia de criar a Vem Pro Piquenique é de três amigos: o cenógrafo Hugo Leão, a produtora Flávia Paulo e a advogada Ludmyla Almeida, mas que também trabalha com produção. "O Hugo resolveu dar de presente para uma amiga em comum uma decoração de festa de piquenique na Lagoa. A festa chamou muito a atenção das pessoas e vimos que era um nicho de mercado", conta Ludmyla.

Mas para testar se o interesse não tinha sido um fato isolado, o trio resolveu organizar mais três eventos para amigos, que custaram R$ 1 mil cada. As festas continuaram a chamar a atenção e os amigos resolveram profissionalizar o negócio. A primeira festa oficial foi o lançamento da coleção verão de uma marca de roupas, em julho.

Por enquanto, os três dividem o tempo com outras atividades, mas a ideia é se dedicarem apenas ao negócio no futuro. "Começamos com piquenique, mas temos a intenção de organizar outros tipos de eventos, sempre com decorações diferentes", afirma Ludmyla.

O preço do serviço é calculado por pessoa e pode variar muito, de acordo com os produtos escolhidos para a festa: bolo, cupcake e serviços de fotografia, por exemplo. "As pessoas querem eventos diferentes. Elas estão cansadas de comemorar o aniversário em uma festa em um bar, de convidar as pessoas pelo Facebook e cada um ter sua comanda. As pessoas buscam outras soluções", pontua Ludmyla.

:: Veja fotos de festas organizadas pela empresa ::

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.