Divulgação
Divulgação

Empresa inova ao criar camisas com 50 combinações diferentes de tamanho

Proposta é customizar o produto e evitar os problemas causados pelo padrão atual de tamanho

ESTADÃO PME,

12 de agosto de 2013 | 14h15

 Uma das principais tendências do mundo da moda, atualmente, é customizar os produtos conforme o gosto - ou as medidas - do cliente. Encontrar essa equação, no entanto, não é nada fácil - principalmente por conta da escala. Negócios customizados tendem a encontrar dificuldades para crescer, para vender em larga escala.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

É por isso que esse negócio desenvolvido por norte-americanos, e que busca financiamento no site Kickstarter, pode tornar-se relevante rapidamente. A premissa é a mais simples possível: oferecer camisas, e camisas polo, conforme as medidas do consumidor - evitando o desconforto, e a frustração, de camisas curtas demais, longas demais, apertadas demais, largas demais...a lista é imensa.

Para chegar a essa equação, e tornar a empresa escalável, seus idealizadores abandonaram o conceito de tamanhos disponíveis no mercado - pequeno, médio, grande e extra grande - e criaram cinquenta tamanhos diferentes. E fizeram isso com base em informações coletadas do corpo de seres humanos de verdade.

Para comprar, a proposta do negócio é essa, o consumidor precisa informar três coisas: as medidas da sua cintura, do seu peito e o comprimento do braço. Segundo eles, isso basta para o consumidor ter uma Stantt, o nome da marca, customizada.

Tudo o que sabemos sobre:
camisainovaçãotecnologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.