Reprodução
Reprodução

Empresa fatura R$ 8,8 milhões com venda de cama de água para vacas

Negócio de Wisconsin, nos Estados Unidos, promete aumentar a produção de leite dos animais

ESTADÃO PME,

19 de junho de 2013 | 17h39

Vacas são sensíveis. E fundamentais para os laticínios. Daí que uma empresa do estado de Wisconsin, nos Estados Unidos, decidiu empregar parte de sua criatividade para oferecer alguns mimos ao animal. O principal deles é uma cama de água que, segundo o fabricante, amplia as horas de descanso do bicho. E tem impactos diretos no ritmo de produção de leite.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Lançado pela Advanced Comfort Technology (ACT), negócio que emprega oito funcionários e, no ano passado, obteve uma renda de US$ 4 milhões, o produto é uma alternativa às camas com areia, por muito tempo tidas como o último (e único) grito em matéria de qualidade de vida do animal. Fundada no final dos ano 90, a empresa têm crescido muito em popularidade desde 2003, quando passou a registrar avanços na ordem de 12% ao ano.

“Vacas são um dos maiores investimentos em uma fazenda de laticínios. Elas são muito caras”, afirma Amy Throndsen, diretora de marketing e uma das sócias da ACT, em entrevista ao site Huffingtonpost. “Fazendeiros querem fazer de tudo para manter suas vacas confortáveis”, diz.

A especialista em cuidados de animais Wendy Fulwider concorda. Para ela, investir em uma cama nos moldes da comercializada pela ACT pode fazer a diferência na produção do laticínio. 

“Quando as vacas estão deitadas, elas estão produzindo mais leite, então, o ideal é que elas estejam confortáveis e que fiquem deitadas o quanto elas queiram”, explica Fulwider. Vacas leiteiras gastam de 12 a 14 horas por dia deitadas e as camas de água, assim como as de areia, têm a vantagem de moldar o corpo do animal e proteger suas articulações. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.