Reprodução
Reprodução

Empresa cria capacete dobrável para ciclistas

Os produtos são dobráveis e mais estilosos, segundo os criadores

Estadão PME,

29 de julho de 2013 | 17h00

Closca é uma empresa que está apostando no sucesso de um modelo novo de capacete para quem anda de bicicleta, dobrável e fácil de guardar na mochila. Segundo o site Kickstarter, o primeiro modelo, chamado tartaruga, tem um sistema capaz de reduzir o volume para menos de 50% do tamanho inicial, com apenas um movimento do usuário. A ideia é atrair, principalmente, ciclistas que não têm o costume de usar o equipamento de segurança.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + :: 

O negócio foi fundado por dois amigos da escola de engenharia industrial da universidade politécnica de Valência, na Espanha. Eles tiveram a ideia durante um jantar na praia, quando debateram de forma acalorada sobre as pessoas que não usam capacetes, os motivos que têm para não usá-los e os riscos que elas correm sem o item de segurança.

As desculpas que eles mais ouviram de quem não tem o hábito de usar capacete são que o equipamento é difícil de carregar e guardar, e que deixa as pessoas parecendo "nerds' ou "estranhas". Por isso, eles decidiram investir em um produto seguro e mais bonito, com mais estilo.

Os empreendedores, de acordo com o site Fastcodesign, levaram dois anos para desenvolver o conceito, com auxílio do Instituto de Biomecânica de Valência.

A parte de dentro do produto desenvolvido pela Closca é resistente, composta de polipropileno (PPE) e espuma, materiais que ficam organizados de forma que se juntam em camadas quando o ciclista "fecha" o capacete.

:: Veja o vídeo abaixo e conheça mais do novo capacete ::

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.