Reprodução
Reprodução

Empresa catarinense vende camisetas. E consegue ganhar dinheiro e crescer

Empresa começou como um hobby, errou muito e agora parece encontrar o caminho do sucesso

estadão pme,

11 de junho de 2012 | 08h10

 A marca Liverpool Camisetas ainda é uma microempresa. Mas esse negócio de Santa Catarina tem tudo para crescer, principalmente se continuar a apostar na inovação e diferenciação. Essas qualidades do negócio ficam evidentes quando analisamos os produtos oferecidos aos consumidores: peças com estampas exclusivas que remetem ao universo da música e cinema.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

É por isso que na loja virtual mantida pela empresa, você encontra uma camiseta que estampa a reprodução da foto tirada do astro Frank Sinatra. Ou uma outra peça que remete ao filme De Volta Para o Futuro. Por conta dessa diferenciação, a Liverpool pode cobrar cerca de R$ 70 a camiseta. O valor é alto, mas os produtos da marca são diferentes de uma camiseta básica Hering, que sai pela metade do preço.

Recentemente, a empresa participou do Rio-à-Porter, salão de negócios da Fashion Rio. "Pela procura, acreditamos que vamos vender cerca de R$ 100 mil nos próximos meses e para novos mercados como Rio de Janeiro e São Paulo", afirmou à Agência Sebrae Tiago Durante, um dos sócios do negócios.

A empresa surgiu em 2008 pela vontade dos fundadores de produzir produtos diferentes. A atividade era quase um hobby, mas em seis meses ganhou relevância e os proprietários decidiram fazer venda direta para lojas. A estratégia foi correta, mas a execução...

"Acumulávamos todas as funções, mas sem saber direito como fazer. Conseguíamos vender, mas não dávamos baixa no estoque de todas as peças e a compra de matéria-prima era feita sem negociação. Não sabíamos nada sobre linhas de crédito e até pagávamos contas atrasadas", conta Tiago.

A empresa deu uma virada no ano passado, quando investiu em treinamento e especialização.E parece estar no caminho certo. Agora, Tiago fala até nos diferenciais da empresa. "Cuidamos de todo o processo de produção, da compra do fio, passando pela modelagem, estampas, cores e gramatura."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.