Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Empreendedorismo, economia e segmentação foram temas de evento

Economia mundial, segmentação e empreendedorismos foram temas debatidos durante o evento

Carolina Dall'Olio, Estadão PME,

08 de novembro de 2011 | 16h46

A primeira edição do Encontro Estadão PME reuniu empresários e analistas dispostos a trocar experiências e ajudar  pequenos empresários interessados em melhorar suas margens de faturamento. O evento, que aconteceu na manhã desta terça-feira (8), no Centro Empresarial do Itaú, em São Paulo, iniciou com uma mesa de discussões sobre como o comportamento da economia pode afetar as pequenas e microempresas em 2012.  Temas como empreendedorismo, segmentação de mercados e trajetórias de empresários de sucesso foram  abordados durante o encontro. 

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

Panorama 2012

Os planos de contenção na crise na Europa devem funcionar. Por isso a recessão econômica não deve provocar grande impacto no Brasil. Essa é o opinião do professor José Luiz Rossi Júnior, do Insper, do economista Caio Megale, do Itaú, e do superintendente do Sebrae, Bruno Caetano.  Os três especialistas participaram do primeiro módulo do evento.  Durante a mesa de discussões,  Bruno Caetano, superintendente do Sebrae,  ressaltou que embora o País não corra grandes riscos de entrar em uma recessão como em países da Europa, os empresários  devem ficar atentos ao mercado e manter sempre um planejamento:  “Não há atalho para fugir da crise. O empresário deve estar sempre preparado, em especial nesse momento”.

Segmentação

Tanto de no mercado de luxo como no mercado popular, a chave do sucesso é acertar na comunicação da marca. “ É preciso conhecer o seu público e conhecer os códigos deles para saber comunicar os valores do seu produto”, disseWagner Sarnelli, do instituto Data Popular durante apresentação sobre o segmento.  Para Gabriela Otto, professora  da ESPM, a oportunidade que o mercado de luxo oferece para micro e pequenas empresas está  na valorização da cultura local.  Ambos os especialistas dizem que as empresas precisam buscar ser democráticas no atendimento e contemplar a todos os consumidores sem perder a sua essência.

Receita de sucesso

Ter foco e saber identificar as oportunidades  é a receita de  sucesso que Antonio Carbonari Netto seguiu para erguer a Anhanguera Educacional. Hoje sua empresa é o maior grupo de ensino do Brasil. “Nunca quis formar um profissional nível A. Meu foco sempre foi preparar os alunos das classes C e D para o mercado de trabalho”, diz Carbonari. “Por apostar nesse público quando essas classes sociais ascenderam estávamos prontos para atendê-los”, complementou o empresário. Ao resumir sua experiência, Carbonari da duas dicas aos empresários: pensar de forma global e trabalhar pelo desenvolvimento de sua equipe. “Para reter talentos na empresa é preciso muito carinho e dinheiro”, afirma.

Clientes e qualidade

Ivani Calarezi, sócia da rede Amor aos Pedaços, destacou a importância de oferecer produtos de qualidade e minimizou a importância de pesquisas. “Muitas vezes o consumidor não sabe o que quer. Então, o empresário precisa conhecer os seus clientes e usar o seu instinto para criar produtos que ele imagina que o consumidor vá gostar”, diz. Mas mesmo quando a empresa se esforça para fazer tudo certo, há sempre o risco do erro. “Quando isso acontece é preciso fazer de tudo para consertar o erro o mais rápido possível, diz Ivani. “É preciso sempre ouvir o cliente que reclama. Porque esse cliente você não perde.  Ele só quer te ajudar”.

::: Saiba tudo sobre o 1º Encontro PME :::

:: "Cliente que reclama você não perde. Ele só quer ajudar", diz empresária ::

:: Sucesso da empresa depende da identificação de oportunidades ::

:: Crise não deve provocar recessão econômica no Brasil em 2012 ::

:: Encontro PME vai ajudar empresário a alcançar o sucesso ::

Tudo o que sabemos sobre:
Encontro PMEPequenas EmpresasEconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.