Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Economia do Brasil cresce 2,7% em 2011; Consumo das famílias tem alta de 4,1%

Projeção de crescimento da economia oscilava entre 2,6% e 3%. PIB per capita ficou em R$ 21,5 mil, alta de 1,8%

ESTADÃO PME,

06 de março de 2012 | 10h10

 A economia do Brasil cresceu de acordo com o previsto em 2011. Segundo o IBGE, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil avançou 2,7% no ano passado. A projeção era de crescimento entre 2,6% e 3%. O PIB per capita em 2011 ficou em R$ 21.252, uma alta de 1,8%, em volume, em relação a 2010. Ainda segundo o instituto, o PIB de 2011 em valores correntes somou R$ 4,143 trilhões.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A alta de 2,7% no PIB de 2011 foi o mais fraco resultado anual desde 2009 (-0,3%, o ano da crise global) e foi bem diferente do desempenho de 2010 (+7,5%). Segundo o IBGE, que divulgou hoje as Contas Nacionais Trimestrais do ano passado, o aumento de 1,4% no PIB do quarto trimestre do ano passado, ante igual trimestre em 2010, foi o pior resultado nesta comparação desde o terceiro trimestre de 2009 (-1,5%).

Consumo das famílias

Um dos indicadores mais importantes do PIB para as pequenas empresas, mais voltadas ao mercado interno, é o consumo das famílias. Segundo os dados divulgados pelo IBGE, esse consumo cresceu 4,1% em 2011 na comparação com 2010. Isso representa, em valores correntes, R$ 2,4 trilhões.

O consumo das famílias subiu 1,1% no quarto trimestre de 2011 ante o terceiro trimestre do ano passado. Na comparação com o quarto trimestre de 2010, o consumo das famílias subiu 2,1% no quarto trimestre de 2011.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.