Divulgação
Divulgação

DJ é responsável por criar uma temakeria móvel em uma das regiões mais badaladas de SP

Proprietários estacionaram a empresa em um dos locais mais movimentados de São Paulo

estadão pme,

05 de julho de 2012 | 14h09

A febre de temakerias invadiu São Paulo e ela proporcionou a abertura de uma série de negócios na cidade. O problema, agora, é conseguir diferenciar sua empresa em meio a tantos concorrentes. Uma ideia simples, colocada em prática recentemente, pode ser a resposta para esse problema. Funciona na esquina da Avenida Juscelino Kubitschek e a rua Clodomiro Amazonas, zona sul da capital, a Temaki Navan - um temakeria móvel.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

“A coisa que mais impressiona as pessoas é o tipo de comida que estamos vendendo. Os clientes dizem ‘nossa, é temaki, não é cachorro quente’”, conta Alan Liao, dj e sócio da empresa. “Também consideramos o hábito do jovem que procura algo para comer depois da balada. Ele gasta bastante com bebidas e também quer uma comida de qualidade, gosta de sair e comer algo diferenciado”, acrescenta.

Os preços cobrados pelo restaurante oscilam entre R$ 10 e R$ 18. São servidos os temakis tradicionais, mas também outros mais requintados como o de salmão grelhado e camarão empanado.

O Temaki Navan começou a funcionar na Riviera de São Lourenço, litoral norte do Estado de São Paulo. O sucesso no litoral, segundo a empresa, subiu a serra - eles montam cerca de 500 temakis por dia, média próxima a de um restaurante convencional.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.