Divulgação
Divulgação

Dispositivo usa tecnologia LED para tratamento de dores musculares

Radiação emitida pelo LumiWave é mais eficaz que o uso de laser, segundo desenvolvedores

Estadão PME,

08 de janeiro de 2015 | 07h03

 Compressa com gelo, pomadas e massagens deixaram de ser as únicas opções de tratamento imediato em casos de lesões e dores crônicas. A nova arma contra contusões é a luz infravermelha.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A empresa BioCare Systems, dos Estados Unidos, desenvolveu o LumiWave, um equipamento que emite radiação por meio de lâmpadas de LED quando posicionado sobre o foco da dor.

Este modelo de equipamento, uma espécie de cinto que envolve membros lesionados, vem sendo utilizado em clínicas especializadas e até pelas forças armadas de alguns países, porém utilizam o laser como tecnologia principal.

O LED, segundo a BioCare, é mais eficaz e têm menos restrições de aplicações do que o laser. Outro trunfo das lâmpadas é tornarem o preço final mais acessível ao consumidor.

Atualmente, o LumiWave é indicado para aliviar e reduzir dores provocadas por atrite, entorses e distensões, mas as pesquisas avançam para que também seja utilizado no tratamento de lesões na espinha, doença de Parkinson, AVC e lesões oculares, por exemplo.

Para que o aparelho seja produzido em larga escala, a BioCare criou uma campanha de financiamento coletivo no site Indiegogo em outubro do ano passado, onde já arrecadou US$ 51,4 mil e uma meta que era de US$ 10 mil. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
LEDLesõesTratamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.