Reprodução
Reprodução

Dispositivo quer substituir as chaves de casa pelo smartphone

Sesame já arrecadou mais de US$ 450 mil no site de financiamento coletivo

Estadão PME,

05 de março de 2015 | 07h09

Quando você sai de casa, leva pelo menos três coisas: chaves de casa, carteira e celular. Mas agora uma empresa dos Estados Unidos quer diminuir essa lista e reduzir apenas para apenas dois itens. Ao criar o Sesame, a Candy House tem a proposta de substituir as chaves pelo smartphone.

::: Saiba tudo sobre :::

Mercado de franquias

O futuro das startups

Grandes empresários

Minha história

Basicamente, o morador precisa instalar um dispositivo para passar a bloquear e desbloquear a porta por meio de um aplicativo instalado no smartphone. Ou ainda é possível configurar o dispositivo para abrir quando você bater na porta ou no smartphone.

Por meio do celular, o morador consegue controlar quem tem acesso ao local e recebe notificações todas as vezes que a porta abre ou fecha. De acordo com o projeto, a instalação do dispositivo pode ser feita em segundos, apenas com uma tira de fita. O Sesame se encaixa na fechadura sem a necessidade de uso de ferramentas, é compatível com as trancas utilizadas nos Estados Unidos, Canadá e Austrália e funciona com uma bateria (duração de cerca de 500 dias).

O Sesame foi lançado em uma campanha no site de financiamento coletivo Kickstarter e bateu facilmente a meta inicial de US$ 100 mil. Até a manhã desta quinta-feira, 5, 2,8 mil pessoas apoiaram o projeto com mais de US$ 450 mil.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.