Reprodução
Reprodução

Dispositivo monitora saúde do carro e ajuda a economizar combustível

Drivebot foi criado por engenheiros e custa US$ 75 durante campanha no Indiegogo

Estadão PME,

12 de novembro de 2014 | 07h08

Em vez de monitorar sua saúde, ele monitora seu carro. Essa é a proposta do Drivebot, uma combinação de um dispositivo com um aplicativo para smartphone que ajuda o motorista a economizar dinheiro e dirigir com mais segurança. O Drivebot ajuda a diagnosticar problemas no veículo, alerta sobre a necessidade de revisões e ainda monitora as viagens para sugerir como o motorista pode economizar combustível.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O Drivebot foi criado por cinco engenheiros da Tailândia e foi lançado durante uma campanha no site de financiamento coletivo Indiegogo no dia 20 de outubro. Em cinco dias, eles bateram a meta inicial de US$ 35 mil. Até a manhã desta quarta-feira, 12, mais de mil pessoas apoiaram o projeto com US$ 95 mil.

O primeiro lote do produto vendido por US$ 60 já esgotou. Atualmente, o produto custa US$ 75 durante a campanha (vai até o dia 29 de novembro) e deve chegar ao varejo com o preço de US$ 119.

O Drivebot tem um dispositivo para ser conectado no carro que repassa as informações para o smartphone via Bluetooth. Com o aplicativo no celular, o usuário será alertado quando tem algum problema no carro e poderá resolver a situação antes que ela piore e o conserto custe mais caro.

Outra vantagem do produto é monitorar os caminhos feitos e informar quanto o motorista gasta em cada trajeto e como fazer para economizar combustível. De acordo com o projeto no Indiegogo, o Drivebot é compatível com a maioria dos carros vendidos desde 1996.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.