Divulgação
Divulgação

Dispositivo deixa usuário controlar a segurança da casa pelo celular e arrecada R$ 2 milhões

A instalação do equipamento é rápida e o usuário monitora o que acontece em casa por meio do celular

Estadão PME,

14 de fevereiro de 2014 | 06h50

Canary é um dispositivo de segurança para a casa que contém câmera de vídeo HD e diversos sensores que monitoram movimento, temperatura, umidade, qualidade do ar e som, entre outros fatores que possam representar riscos para o lar e para a família. O usuário pode avisar vizinhos, amigos ou a polícia se algo de errado estiver acontecendo.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::
:: Twitter ::
:: Facebook ::
:: Google + ::
 

O aparelho é controlado e monitorado pelo dono da casa por meio de telefone celular, iPhone ou Android. Quando os sensores detectam qualquer coisa fora do comum na residência o usuário recebe alertas onde estiver.

Para usar o aplicativo e serviço primário, o cliente não paga nada. Segundo os desenvolvedores, pode receber alertas e acompanhar ao vivo o que acontece em casa, por meio de vídeo e áudio.

Mas a equipe que criou essa novidade também prevê serviços adicionais que poderão ser cobrados dos usuários, como armazenamento de eventos de períodos longos e um callcenter de backup.

Os diferenciais, segundo o site de crowdfunding Indiegogo, são o tempo de instalação e configuração, que pode levar menos de um minuto, e o preço, que é de aproximadamente R$ 480, bem abaixo de outras soluções de segurança disponíveis no mercado.

Os empreendedores responsáveis pelo produto tinham como objetivo inicial levantar US$ 100 mil por meio do site, mas já conseguiram quase US$ 2 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.