Beto Barata/AE
Beto Barata/AE

Dilma sanciona lei que amplia o Simples Nacional

Serão consideradas microempresas aquelas com faturamento bruto anual de R$ 360 mil

Renata Verissimo, Agência Estado,

10 de novembro de 2011 | 12h47

A presidente Dilma Rousseff sancionou há pouco a lei que amplia o Simples Nacional e o Empreendedor Individual (MEI), regimes especiais de tributação. A nova lei ampliou as faixas de enquadramento. Serão consideradas microempresas aquelas com faturamento bruto anual de R$ 360 mil. O teto anterior era de R$ 240 mil. Para microempresas, o valor foi elevado de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões anuais. O teto para empreendedor individual aumenta de R$ 36 mil para R$ 60 mil por ano.

"A aprovação é um grande passo no fortalecimento da pequena empresa brasileira e do microempreendedor individual. A partir de agora, a pequena empresa vai poder aumentar seu faturamento pagando menos tributo e exportar em condições mais favoráveis de competição", afirmou o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

Ele disse que o SuperSimples (que unifica o pagamento dos tributos), que já era o melhor sistema tributário do Brasil, ficou melhor ainda. Mantega disse que a nova lei significa também redução de custos e melhora as condições de competição da empresa brasileira em relação aos importados. As companhias poderão exportar até R$ 3,6 milhões por ano, sem que o valor seja incluído no cálculo do faturamento para fins de enquadramento no SuperSimples. "A pequena empresa é a base da economia brasileira, por isso é importante o seu fortalecimento", afirmou Mantega.

::: LEIA TAMBÉM :::

:: Aprovada MP que beneficia empreendedores individuais ::

:: Pequenas empresas terão mais estímulos ::

:: Simples: serviços, comércio e exportação serão os mais beneficiados ::

:: País deve pensar primeiro no pequeno empresário, diz Dilma ::

:: Mantega anuncia correção da tabela do Simples ::

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.