Reprodução
Reprodução

Dez startups para se observar em 2014

Site listou modelos de negócios com grande potencial

Estadão PME,

19 de fevereiro de 2014 | 06h30

Análise de mídia social para pessoas comuns, empresa de produtos de barbear e uma companhia de seguros de saúde estão na lista elaborada pelo site Entrepreneur de startups para se observar em 2014. O site selecionou, em parceria com as pessoas que produzem a Social Media Week, dez negócios com potencial para fazer grandes coisas este ano. Confira a lista:

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Oscar

Fundadores: Mario Schlosser, Kevin Nazemi e Josh Kushner

Fundada em julho 2013

A startup se intitula como um novo tipo de companhia de seguros de saúde, que usa a tecnologia para fazer um seguro simples, de forma intuitiva. entre os diferenciais estão os serviços: fale com os médicos de graça (clicar e um médico vai entrar em contato dentro de uma hora), medicamentos genéricos grátis e ferramentas web para ajudar o usuário a conseguir atendimento. A startup já levantou US$ 70 milhões em duas rodadas de financiamento.

Site: https://www.hioscar.com/

Dash

Fundadores: Jamyn Edis e Brian Langel

Fundada em junho 2012

Trata-se de um dispositivo, que conectado ao carro lê informações sobre desempenho e localização, por exemplo. A ferramenta funciona conectada via Bluetooth com um smartphone com sistema operacional Android.

Site: https://dash.by/

Humin

Fundadores: Ankur Jain, Daniel Pourbaba, David Wyler, Jake Medwelland Jonathan Shriftman

Fundada em 2013

Criado para facilitar o suo do smartphone, onde o usuário pode ligar, mandar SMS ou uma mensagem do Facebook de um só lugar. A ferramenta também substitui a lista de contatos em ordem alfabética por um mecanismo que permite pesquisar termos como "conheci na semana passada".

Site: https://www.humin.com

Yplan

Fundadores: Rytis Vitkauskas e Viktoras Jucikas

Fundada em: fevereiro 2012

Aplicativo para encontrar eventos que acontecem no mesmo dia com a possibilidade de comprar ingresso, sem a necessidade de imprimir qualquer coisa. Tudo é feito online. O app está disponível em Londres e Nova York e já registrou mais de 500 mil downloads.

Site: http://yplanapp.com/

Harry´s

Fundadores: Andy Katz-Mayfield e Jeffrey Raider

Fundada em: março 2013

Empresa vende produtos de barbear, como lâminas e cremes, e abriu uma barbearia em Nova York. A startup já conseguiu mais de US$ 120 milhões em financiamento.

Site: https://www.harrys.com/

ThinkUp

Fundadores: Anil Dash and Gina Trapani

Fundada em: julho 2013

Aplicativo fornece uma análise de mídia social para pessoas normais. Mas em vez de tabelas e gráficos, a ferramenta utiliza uma linguagem simples para informar para o usuário quem são seus fãs, por exemplo.

Site: https://www.thinkup.com/join/

Plated

Fundadores: Josh Hix e Nick Taranto

Fundada em 2012

Empresa tem como missão ajudar os americanos a comer melhor. Toda semana a empresa destaca sete receitas (quatro que incluem carne ou peixe e três opções vegetarianas) para o consumidor escolher qual quer preparar e comer e entrega os ingredientes frescos.

Site: http://www.plated.com/

Rap Genius

Fundadores: Tom Lehman, Mahbod Moghadam e Ilan Zechory

Fundada em: agosto 2009

Site d eletras de musicas onde os usuários podem explicar as letras e deixar sugestões. É uma espécie de "Wikipedia do rap".

Site: http://rapgenius.com/

Topi

Fundador: David Aubespin

Fundada em dezembro 2011

Aplicativo para conectar pessoas presentes em eventos com o objetivo de otimizar interações e tornar o processo de conexãomais estratégico.

Site: http://topi.com/

Samba

Fundadores: Barak Hachamov, Shay Erlichmen, Ronel Mor e Oren Meiri

Fundada em 2013

Trata-se de um aplicativo de mensagens de vídeo que registra a resposta do destinatário como ele vê as mensagens de vídeo. Ou seja, o usuário grava uma mensagem de vídeo e envia via app. A ferramenta grava a reação do amigo quando recebe a mensagem e envia ao remente. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.