Felipe Rau/AE
Felipe Rau/AE

Dez dicas para você se tornar um líder nota 10

O bom chefe consegue manter a equipe motivada. E um time de funcionários motivados pode render mais

ESTADÃO PME,

13 de janeiro de 2012 | 07h20

Desenvolver um produto ou serviço inovador é fundamental para o sucesso de um negócio. Planejar a empresa – antes, durante e após o início das atividades – também. Capital de giro para tocar o empreendimento, dizem os especialistas, é fundamental.

A diferença entre o sucesso e o fracasso do seu empreendimento, porém, pode estar na maneira como você conduz o negócio. E, nesse ponto, ser um bom líder é fundamental. Pensando nisso, o Estadão PME elaborou uma lista com dez ações efetivas que podem transformá-lo em um bom chefe.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Ao seguir essas recomendações, você só tem a ganhar. Principalmente porque conseguirá reter talentos em sua equipe de trabalho. “Nos pequenos negócios, o profissional pode ter contato com diversas áreas e possui também mais poder de agir para modificar o funcionamento das coisas. E isso é bastante valorizado pelos trabalhadores modernos”, afirma Fernando da Costa, diretor da Human Brasil, empresa especializada em recrutamento e seleção.

O especialista já deu uma dica: conceda autonomia aos funcionários. Agora, confira a lista para ser um bom chefe.

1) Quando ocorrer um erro, aborde o funcionário com imparcialidade e procure orientá-lo.

2) Seja transparente e justo

3) Compartilhe os bons resultados com a equipe, valorizando e reconhecendo o mérito do time.

4) Em situações de instabilidade, tome decisões conjuntas e assuma a responsabilidade.

5) Comunique a visão da empresa aos funcionários.

6) Procure identificar líderes potenciais e contribua para a formação deles.

7) Delegue tarefas.

8) Em caso de falha, busque com os funcionários aprender com os erros e identificar suas causas.

9) Realize feedback com frequência.

10) Seja comprometido com resultados e transmita isso para a equipe por meio de desafios.

Mas é claro que cada caso é um caso e o pequeno empresário precisa olhar a sua realidade, quais são seus problemas específicos. É o caso do empreendedor Erick Vils, fundador da webSoftware, uma pequena empresa de tecnologia da informação do Rio de Janeiro.

Cansado dos atrasos frequentes de funcionários, ele resolveu chamar a equipe para uma conversa. Descobriu que o trânsito e a distância de casa para o trabalho eram as causas do problema. Para solucionar o problema, a empresa subsidia entre 70% e 80% do aluguel de uma casa em Jacarepaguá, onde hoje moram seis dos 18 funcionários. Além disso, colocou à disposição da equipe uma van gratuita. Deu certo.

::: LEIA TAMBÉM :::

:: Quatro dicas para preparar sua empresa para 2012 ::

:: Cinco dicas de um grande empresário para o seu sucesso ::

:: Sugestões de livros sobre negócios ::

Tudo o que sabemos sobre:
líderliderançadicas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.