Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Dez dicas para quem pretende empreender no mundo da moda com sucesso

Seja na cadeia têxtil, confecção ou no mercado virtual, setor tem espaço para novos negócios

ESTADÃO PME,

24 de novembro de 2012 | 08h02

Há oportunidades variadas para quem pretende empreender no mundo da moda, desde confecção de roupas e sapatos até a indústria têxtil. Não seria diferente, afinal, a estimativa é que o setor deve faturar em torno de R$ 135,7 bilhões apenas neste ano. E ainda há um campo a desbravar no mercado virtual: no ano passado, os produtos ligados à moda e acessórios consolidaram-se como um dos cincos maiores mercados, por número de pedidos, de acordo com relatório da consultoria e-bit.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Mas os desafios são muitos. E usar a criatividade é fundamental. Para ajudar o empreendedor a se dar bem neste mercado, o Estadão PME reuniu dez dicas que podem ser aplicadas nos negócios do segmento, tanto em uma loja física quanto na venda online.

:: Confira as dicas para quem quer empreender no setor de moda e também no mercado virtual ::

Autenticidade

Copiar estratégias de mercados que estão à frente não é recomendável. Segundo Rafael Cerrone Netto, da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), uma pequena empresa pode se destacar no segmento investindo na imagem positiva obtida com atributos da biodiversidade e cultura brasileira. Por isso, invista em fibras naturais ou artesanato.

Parcerias

Uma das saídas para os donos de pequenos negócios é unir-se com outras empresas, garimpar oportunidades no setor e adaptar-se às coleções que serão produzidas.

Vaidade

Cabe ao gestor definir condutas para evitar a guerra de vaidade entre os funcionários. Priorizar apenas o departamento criativo é nocivo aos interesses da empresa. Estimular a união da equipe pode evitar que problemas provocados por egos inflados prejudiquem o andamento do empreendimento.

Nichos

Busque investir em nichos. As confecções especializadas em roupas para gordinhos, conhecidas como moda GG ou mercado plus size, já abocanham um mercado estimado em cerca de R$ 4,6 bilhões pela Associação Brasileira do Vestuário (Abravest).

Rede de relacionamento

Uma empresa não vive isolada. É muito importante criar e manter relacionamentos saudáveis. Podem ser com parceiros, fornecedores, clientes, vizinhança ou investidores.  Eventualmente, alguém dessa rede percebe movimentos de mercado que podem ser benéficos para todas as empresas do segmentoa empresa, já que muitas vezes a empresa fica concentrada em seus processos.

Ouça seus clientes

Essa é a fonte de informação mais barata e importante que existe, no entanto, nem sempre é utilizada pelas empresas. Criar ferramentas que melhorem essa interação pode lhe fornecer boas ideias e ajudar o empreendedor a perceber oportunidades de negócios.

MODA VIRTUAL

Estratégia

O interessado pode criar um site por cerca de R$ 1 mil, quantia que inclui até a aplicação de programas de segurança. Mas tenha em mente que o principal desafio do mercado virtual é a logística. É preciso ter uma boa estratégia de entrega.

Divulgação

Para divulgar sua loja, os especialistas recomendam o uso de redes sociais como Facebook e Twitter. O empresário pode cuidar pessoalmente disso, mas há empresas que cobram uma mensalidade pelo serviço.

Atendimento

Antes de começar o negócio você deve criar canais para responder dúvidas dos clientes com eficiência. É preciso ainda ter agilidade para resolver problemas com alguma venda e ter uma política clara de trocas.

Fotos

Alexandre Soncin, diretor de vendas da VTex, negócio especializado em comércio virtual, sugere que a empresa faça fotos produzidas com modelos vestindo as roupas que estão à venda. Isso auxiliará o cliente na decisão de compra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.