Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Dez coisas que você precisa saber para evitar o fracasso e ampliar o faturamento do seu negócio

As duas coisas andam juntas e pequeno empreendedor precisa estar atento para não fracassar

10 de junho de 2012 | 10h00

 Existem duas coisas que caminham juntas no mundo dos negócios. O fracasso e o faturamento. Quanto menor o risco de tropeçar pelo caminho, maior será o dinheiro arrecadado pela empresa - não importa o tamanho da corporação.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google+ ::

Mas seja por falta de preparo ou falta de planejamento, é fato que os empresários erram. E deixam de faturar com isso. "Em qualquer cenário econômico, o empreendedorismo é uma atividade arriscada. Caiu a mortalidade (das empresas), mas quase metade ainda quebra até o quinto ano de vida", afirma Marcelo Aidar, coordenador do centro de empreendedorismo da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Para você não quebrar. E faturar alto. Confira essas dicas:

Erros mais comuns dos empreendedores

1) Planejamento

Pesquise bem o público-alvo e elabore um plano de negócios com detalhamento dos custos, precificação dos produtos e estimativa do retorno.

2) Sociedade

Para juntar o capital inicial, pode ser necessário reunir muitos sócios. Mas é bom estabelecer logo as funções de cada um, bem como a remuneração.

3) Foco

Um negócio que nasce com a premissa de abraçar cada oportunidade que aparece pode acabar desperdiçando todas. Não desvie da rota.

4) Capital

Antes de abrir uma empresa, avalie se os recursos disponíveis são suficientes para custear despesas até que o negócio retorne o investimento.

5) Gestão

Saber administrar é tão importante quanto empreender. Faça cursos de gestão e contrate pessoas qualificadas para auxiliá-lo.

Recomendações para ampliar o seu faturamento

1) Plano

Ter um plano de negócios bem estruturado, de longo rpazo e que considere cenários diferentes é muito importante.

2) Não abuse

O lucro precisa ser reinvestido na empresa. Dessa forma, as retiradas do dono devem ser modestas nos primeiros anos do negócio.

3) Sonhe

Rui de Souza, um dos fundadores  da marca de roupas Dudalina, costuma traçar metas para o futuro da empresa, o que o ajuda a não perder o foco do negócio.

4) Valores

Criar valores e ter uma cultura corporativa auxiliam a manter a identidade na expansão e a ganhar boa reputação.

5) Estratégia

Investir em peças inovadoras e lançamentos frequentes foi a estratégia que levou a marca Imaginarium ao topo do mercado, afirma Carlos Zilli, um dos sócios da rede.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.