Despertador acorda usuário com aromas
Despertador acorda usuário com aromas

Despertador acorda usuário com aroma de sua preferência; tem até cheiro de dinheiro

Criado por empreendedor de 17 anos, projeto busca financiamento coletivo

Estadão PME,

03 de junho de 2015 | 06h40

O Vale do Silício continua sendo um ambiente promissor para startups que se propõe a apresentar soluções para a sociedade, seja em formato de pessoas físicas ou empresas. Nesse ambiente de trocas, empresários cada vez mais jovens têm se destacado com projetos inovadores.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

É o caso do jovem francês Guillaume Rolland que, aos 17 anos, criou o SensorWake, um despertador que promete transimitir felicidade aos usuários no momento de acordar. Para quem está se perguntando como -- afinal, acordar é difícil o suficiente para ser feito de forma alegre --, é pela memória olfativa.

Em vez de alerta sonoro, o protótipo desenvolvido por Rolland libera aromas como café, croissaints, oceano, e até mesmo dinheiro. Acredite ou não, o SensorWake já foi testado em 100 pessoas e 99 delas acordaram em até três minutos de liberação de aroma.

A ideia de criar um despertador menos agressivo veio da dificuldade do próprio Guillaume Rolland de se adaptar aos alarmes convencionais. "Eu penso que em pleno século 21 todo mundo deve ter o direito de acordar de forma feliz, relaxado e em paz, pronto para um ótimo dia. Então inventei o SensorWake", explica o jovem empreendedor, que está nas 15 empresas responosáveis por uma "invenção que pode mudar o mundo", indicadas pela Google Science Fair no ano passado.

O despertador e as cápsulas com os aromas estão em busca de financiamento coletivo no portal Kickstarter. A meta de € 50 mil já foi atingida e a previsão é de que o produto esteja disponível em todo o mundo em novembro deste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.