Reprodução
Reprodução

Designer belga fatura com customização de Google Glass nos EUA

Transformação tem por objetivo dar um ar mais natural ao produto

Estadão PME,

28 de junho de 2014 | 08h10

Uma designer belga está faturando com os óculos inteligentes do Google, o Google Glass. Diane von Fürstenberg transformou os equipamentos em artigos de luxo. Ela partiu do modelo original do produto, considerado pouco atrativo, e desenvolveu uma linha exclusiva que tem por objetivos chamar a atenção do público feminino e impulsionar as vendas.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A própria designer do Google responsável pelos óculos, Isabelle Olsson, reconheceu a transformação que eles sofreram no último ano - fase em que a empresa passou a buscar um design mais arrojado para o produto. “Eu descreveria ela (a versão original dos óculos) como uma máscara de mergulho com um celular acoplado e cabos que ficavam ligados a uma mochila”, brinca.

As armações exclusivas do Google Glass já estão à venda, mas apenas por meio do programa Explorer. Isto é, está disponível somente para cidadãos residentes nos Estados Unidos que queiram participar da etapa Beta, de testes do produto. O preço normal é de US$ 1,5 mil, mas se o cliente optar por um modelo assinado por von Fürstenberg, os óculos saem por US$ 1,8 mil.

O equipamento permite ao usuário compartilhar fotos, fazer chamadas, gravar vídeos e acompanhar feeds de notícias e de mídias sociais. Todas as funcionalidades são acionadas por voz. Confira alguns dos modelos e a conversa entre von Fürstenberg e Olsson no vídeo de divulgação da linha (em inglês):

Tudo o que sabemos sobre:
EstadãoPMEGoogleGoogle Glass

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.