Desemprego em setembro tem a menor taxa para o mês desde 2002

Nas seis principais regiões metropolitanas do País, o índice medido pelo IBGE ficou em 6%

Agência Estado,

27 de outubro de 2011 | 15h20

A taxa de desemprego apurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nas seis principais regiões metropolitanas do País ficou em 6% em setembro, mesmo patamar de agosto. Esta é a menor taxa para setembro desde o início da série histórica, em 2002.

 

Diante de um cenário de baixo desemprego, os trabalhadores se sentem mais confiantes para consumir – uma notícia importante para as pequenas e médias empresas, em especial às vésperas das vendas de fim de ano.

O rendimento médio real dos trabalhadores registrou queda de 1,8% em setembro ante agosto e ficou estável em setembro ante mesmo mês do ano passado. A massa de rendimento real efetivo dos trabalhadores ocupados nas seis principais regiões metropolitanas do País caiu 1,5% em agosto em relação a julho, mas cresceu 1,4% na comparação com agosto de 2010, segundo informou o IBGE.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.