Divulgação
Divulgação

Descubra o momento mais produtivo do seu dia

Saiba como fazer para encontrar ele mesmo com uma rotina que não te deixa respirar

Estadão PME,

14 de agosto de 2014 | 07h05

Todo mundo tem um período do dia em que é mais produtivo, e a melhor maneira de incrementar o seu trabalho é fazer o melhor uso dele. Mas nem sempre sabemos qual é ele. Pessoas com dias muito cheios podem sentir ainda mais dificuldade em encontrar o seu período ideal.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O fastcompany lista algumas dicas para você encontrar a hora do seu dia em que está mais criativo, focado e produtivo:

1. Encontre dias mais livres

O ideal para encontrar seu momento mais produtivo é estudar um dia onde as tarefas não são muitas. Se você tem crianças, talvez o dia ideal seja um em que elas não estejam por perto.

2. Anote o que faz e sente

Faça anotações sobre o que faz a cada hora do dia. saber o que faz e o que sente em cada momento pode te dar pistas de algo que, talvez, já faça inconscientemente. Seja honesto.

 

3. Padrões vão aparecer

Se você conseguir trabalhar substancialmente por 90 minutos a fio, com poucas paradas, é sinal de que está operando em um pico de produtividade. Por outro lado, se você se interrompe frequentemente para acessar o facebook e outros 'desperdiçadores de tempo', seu 'estoque' foco pode ter acabado.

 

4. Pense no passado

Você já teve anos mais tranquilos na sua vida. Deixava tudo para a última hora e ficava até 4h fazendo um trabalho para a faculdade. Isso não precisa ser sinal de que seu período mais produtivo é esse. Mas pode ser também. Se você sempre ficava abismado com a incapacidade de seus colegas de acordar cedo, essa pode ser outra dica também.

 

5. Pergunte

Seus familiares e amigos mais próximos podem dar boas indicações sobre o funcionamento do seu dia a dia. Eles podem comentar, por exemplo, como você virava um imprestável logo depois do almoço, ou coisas do tipo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.