Felipe Rau/AE
Felipe Rau/AE

Descobrir o seu melhor momento do dia é importante para o sucesso da empresa

Acompanhe essa e outras quatro dicas para o empreendedor tirar o melhor proveito de seu tempo

Estadão PME,

24 de setembro de 2012 | 10h45

Você funciona melhor no período da manhã, na parte da tarde ou pela noite? Para o especialista em administração de tempo e produtividade Christian Barbosa, essa questão pode ser determinante para o desempenho do empreendedor. Segundo ele, a definição das tarefas a serem realizadas “devem levar em conta o ciclo natural de produtividade de cada pessoa, composto por momentos de alto e baixo desempenho”.

Autor de livros sobre o assunto e palestrante, Barbosa comanda uma empresa, a Triad PS, dedicada a programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do dia.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A convite do Estadão PME, Christian Barbosa definiu uma lista com cinco dicas sobre como o empresário deve se organizar para atender, com mais eficiência, as muitas e variadas demandas da função. Confira.

Aprenda a delegar

A falta de clareza com relação às prioridades da função está entre os principais fatores que atrapalham o rendimento do empresário. “Os profissionais não conseguem definir o que deve ser realizado no exato momento”, destaca o consultor Christian Barbosa.

E uma deficiência que corrobora para isso é a centralização de funções. “O empreendedor precisa ter a consciência de que outras pessoas também podem realizar o trabalho que ele faz. Ninguém é insubstituível”, afirma. Delegar, destaca Barbosa, não tira a responsabilidade do dono da empresa, mas o liberta para focar em outras atividades mais importantes. “Se não é possível delegar, o crescimento da empresa estará diretamente ligado ao tempo do empreendedor. E esse tempo pode ser bem limitado.”

Tire proveito de suas urgências

Quando a situação está praticamente no limite de sua interferência, ela não é mais uma necessidade, já se tornou uma urgência. E para o consultor, a maioria das urgências de uma empresa ou da rotina do empreendedor poderia ser evitada. Portanto, sempre que envolvido em uma situação dessas, o profissional deve assumir uma atitude questionadora: pergunte-se o que poderia ser colocado em prática para que problemas como esse não se repitam. “Em geral, com antecipação e planejamento você conseguirá reduzir as urgências”, afirma.

Fuja da empresa aos domingos

Chegou o domingo, a missão é passar a chave na porta da empresa, desligar o computador e sumir com o celular. “Faça passeios com a família, aproveite seu tempo com as pessoas importantes da sua vida. Recomendamos que no final do seu domingo você planeje a sua semana, de modo a priorizar atividades importantes para seus dias e prevenir eventuais urgências.”

Não confie na memória

Um passo importante é a organização pessoal. Isso pode ser feito com o simples uso de uma agenda, que pode ser tanto um caderninho de bolso até um programa de computador. “Há pessoas que são mais high-tech, outras, tradicionais, e tem gente ainda que é a mistura dos dois estilos.

Independentemente de sua preferência, é indispensável escolher um tipo de ferramenta que melhor saiba usar”, destaca Barbosa. O consultor, no entanto, ressalta o perigo de se fazer a gestão de tempo pela memória. “Muita gente pensa no que precisa fazer durante o dia e depois vai executando seus afazeres. Isso não funciona. É preciso descarregar as ansiedades e preocupações em algo.”

Você é noturno ou diurno?

Por fim, atente-se ao ritmo de seu organismo. O que fazer e o momento ideal para executar uma tarefa devem levar em conta o ciclo natural de produtividade de cada pessoa, “composto por momentos de alto e de baixo desempenho durante o dia”, define o consultor. Para o especialista, existem pessoas que se sentem mais produtivas de manhã, tarde ou noite. “Assim, períodos de alto desempenho precisam ser usados para execução de tarefas mais complexas, ao passo que os de menor rendimento devem ser reservados para atividades mais simples e rotineiras.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.