Desktop: Dell lidera pelo 2º ano seguido

Desktop: Dell lidera pelo 2º ano seguido

Empresa foca cada vez mais no segmento e passou a desenvolver produtos específicos para esses clientes

Redação, O Estado de São Paulo

29 de agosto de 2019 | 20h00

À medida que PMEs ficam mais exigentes, pode parecer difícil atender às expectativas do setor. Os fornecedores de desktops, no entanto, mostram que isso é possível. A Dell, que lidera a categoria pelo segundo ano seguido, com 76 pontos, foca cada vez mais no segmento e passou a desenvolver produtos específicos para esses clientes, conta Diego Puerta, vice-presidente da Dell Brasil. “Em um passado não tão distante, havia duas linhas de desktops: os domésticos, apelando para o design, e os corporativos, apelando para o desempenho”, recorda.

Confira o especial multimídia com os vencedores do Escolha PME 2019

Os empreendedores, no entanto, compravam as máquinas feitas para uso doméstico, por causa do preço. “O rendimento desses aparelhos deixava a desejar para os empresários”, avalia Puerta. Por isso, a Dell passou a oferecer computadores que ficam no meio do caminho – e que respondem pela linha de produtos que mais cresceu em vendas no último ano. “É uma máquina que pode ser usada intensamente”, diz o executivo. 

Acer terá canal para PMEs

A Acer estreia bem no Escolha PME. Apesar de começar a produzir desktops no Brasil apenas neste ano, ela já ficou com o segundo lugar na pesquisa, com 74 pontos de avaliação positiva. Para Anderson Kanno, diretor sênior de Marketing da Acer Brasil, isso mostra que a companhia está no caminho certo com a ampliação do portfólio. Mas ele acha que a companhia poderia fazer mais, se não fosse pelas dificuldades brasileiras. “Temos a necessidade de produzir localmente, sendo que na maioria dos países a produção vem direto da China”, lamenta. Sem essa restrição, a empresa poderia trazer ainda mais produtos para o mercado local.

Ainda assim, a Acer avalia que investir nas PMEs foi um acerto e o trabalho realizado será mantido. Nos próximos meses, a empresa deve criar um canal de comunicação direta com os empresários, para ajudar os donos de empresas na tomada de decisões sobre como investir nas máquinas corretas. “A gente conta uma parceria muito forte com Intel, Google e Microsoft para oferecer a melhor solução. Nem sempre o produto mais caro ou com a tecnologia mais avançada é o que a empresa precisa”, diz Kanno. 

Samsung aposta na variedade

A Samsung caiu uma posição em relação ao índice do ano passado e agora está no terceiro lugar, com 72 pontos de aprovação, em vez dos 83 de 2018. A empresa tem intensificado o trabalho e o contato com as empresas desse segmento e investido constantemente na criação de soluções tanto para pequenas empresas quanto para trabalhadores autônomos. 

De acordo com Luciano Beraldo, gerente sênior da Samsung, a empresa tem um porfólio que atende às necessidades das PMEs para um bom desempenho. “O Samsung All in One E5, por exemplo, permite a conexão de outro desktop ou notebook na entrada HDMI, fazendo com que sua grande tela seja aproveitada.”

Beraldo também reforça que o usuário doméstico, que quer ter seu desktop ou notebook apenas para tarefas básicas de acesso à internet, não tem as mesmas necessidades de empreendedores, que utilizam as máquinas para fins de negócio e precisam ter boa performance. “Neste sentido, é necessário que nossos parceiros estejam preparados para indicar as nossas melhores soluções ao mercado de pequenas e médias empresas. É um esforço contínuo.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.