Daniel Teixeira/AE
Daniel Teixeira/AE

Cresce intenção de compra de eletrodomésticos, diz ACSP

Neste ano, 27,2% dos consumidores de todo o País mostraram intenção de adquirir esses produtos contra 18,5% no ano passado

Agência Estado,

09 de dezembro de 2011 | 17h41

 Pesquisa da Ipsos encomendada pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) revela crescimento da intenção do consumidor de comprar eletrodomésticos e eletroeletrônicos. Neste ano, 27,2% dos consumidores de todo o País mostraram intenção de adquirir esses produtos contra 18,5% no ano passado. A pesquisa mostra que 68,6% dos entrevistados pretendem comprar roupas e calçados em 2011. Em 2010, esses itens foram citados por 76,4% dos consumidores.

Segundo a pesquisa Ipsos, os outros itens citados pelos consumidores são: joias, com 14,3% (contra 12,3% em 2010), celular, com 8,6% (contra 6,2% em 2010), CDS, com 10% (contra 6,2% em 2010), livros, com 4,3% (contra 3,1% em 2010), brinquedos, com 2,9% (contra 1,5% em 2010). Já 7,1% dos entrevistados pretendem viajar, sendo que o número foi maior em 2010, com 9,2%.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Entre os entrevistados com renda mensal de até R$ 300, 71,1% pretendem comprar celulares, contra a média geral de 8,6%. Já 35,6% têm a intenção de comprar geladeiras e 28,9% afirmaram que querem comprar motos, contra uma média geral de 1,4%.

Indagados sobre a intenção de comprar tablets, 1,4% de todos os entrevistados afirmou positivamente. Entre os entrevistados das classes A e B, o porcentual sobe para 5,1%.

A pesquisa também quis saber quantos consumidores pretendem comprar geladeiras e fogões. Entre os entrevistados das classes D e E, 11,3% afirmaram que pretendem comprar geladeira e 5,7%, fogão. Nas classes A e B, a intenção de comprar de geladeira é zero e de fogão, 1,3%. Segundo a pesquisa da Ipsos, a média geral de intenção de compra de geladeiras e de fogões é de 4,3%. A pesquisa ouviu mil pessoas no começo de dezembro em todo o País. 

Tudo o que sabemos sobre:
ConsumoVendasCompras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.