Copom eleva juro em 0,25 ponto percentual, para 12,5% ao ano

Decisão, que foi unânime, já era amplamente esperada pelos analistas

Fabio Graner, Agência Estado,

20 de julho de 2011 | 19h18

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) anunciou nessa quarta-feira, 20, que decidiu elevar a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 0,25 ponto porcentual, o que leva o juro para 12,50% ao ano.

Assim, a taxa básica de juro continuará no seu nível mais alto desde o período de 22 de janeiro de 2009 a 11 de março de 2009, quando o juro básico vigente foi de 12,75% ao ano.

A decisão, que foi unânime entre os membros, já era amplamente esperada pelos analistas. Levantamento feito pela Agência Estado com 74 instituições do mercado financeiro mostrou que 73 apostavam na alta de 0,25 ponto da taxa Selic nesta quarta, e uma previa estabilidade.

Essa foi a terceira elevação seguida da taxa Selic nessa magnitude promovida pelo BC no atual ciclo. Desde janeiro, a taxa Selic acumula elevação de 1,75 ponto porcentual.

A alta da taxa de juros busca conter o ímpeto da demanda de bens e serviços na economia brasileira, que tem sido apontada como um dos fatores por trás da escalada dos preços no País. Com juros mais altos, não só o crédito fica mais caro (especialmente em um ambiente no qual medidas adotadas pelo governo restringem o alongamento de prazos) para os consumidores, mas também se cria um incentivo para as pessoas guardarem dinheiro ao invés de aproveitarem seus ganhos de renda para gastar mais.

A meta de inflação para esse ano é de 4,5%, com margem de tolerância de 2 pontos porcentuais - ou seja, entre 2,5% e 6,5%. Nesse ano, já é dado que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) - usado como referência pelo governo - ficará acima do teto da meta. O BC promete trazer a inflação para o intervalo previsto em 2012.

Confira abaixo a íntegra do comunicado do Copom:

"Avaliando o cenário prospectivo e o balanço de riscos para a inflação, o Copom decidiu, por unanimidade, neste momento, elevar a taxa Selic para 12,50% a.a., sem viés."

O BC mudou completamente o comunicado em relação ao anterior e retirou a expressão "ajuste suficientemente prolongado" do texto.

O comunicado da decisão anterior, que subiu o juro em 0,25 ponto porcentual, foi: "Dando seguimento ao processo de ajuste gradual das condições monetárias, o Copom decidiu, por unanimidade, elevar a taxa Selic para 12,25% a.a., sem viés. Considerando o balanço de riscos para a inflação, o ritmo ainda incerto de moderação da atividade doméstica, bem como a complexidade que envolve o ambiente internacional, o Comitê entende que a implementação de ajustes das condições monetárias por um período suficientemente prolongado continua sendo a estratégia mais adequada para garantir a convergência da inflação para a meta em 2012."

A próxima reunião do Copom está marcada para os dias 30 e 31 de agosto. A ata da reunião de hoje será divulgada pelo BC na quinta-feira da próxima semana, dia 28 de julho.

Tudo o que sabemos sobre:
JurosInflaçãoTaxas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.