Gustavo Magnusson/AE
Gustavo Magnusson/AE

Copa do Mundo de apps inicia votação para escolha do campeão

Votação será feita pelo site do evento. Vencedor será anunciado nesta semana

anna carolina papp,

02 de julho de 2012 | 08h08

 Por 48 horas, grupos no Brasil, Tunísia, Marrocos, Bélgica e Estados Unidos  desenvolveram um aplicativo do zero e apresentaram-no na BeMyApp World Cup, a Copa do Mundo dos aplicativos. Agora, com os vencedores de seus respectivos países já selecionados, é hora de escolher, nesta segunda-feira, 2, o campeão mundial.

A escolha se dará por meio de votação aberta a partir das 10h, no site www. worldcup.bemyapp.com. O vencedor será anunciado ainda nesta semana. A BeMyApp World Cup é uma competição que busca unir programadores, designers e interessados a partir de uma boa ideia, a fim de colocá-la em prática na forma de um aplicativo. A proposta é ser uma plataforma de criação de startups focadas na mobilidade.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

 

A etapa brasileira ocorreu de 29 de junho a 1º de julho no Hub São Paulo, tendo como vencedor o app “We Nail It”. Idealizado pela arquiteta Bárbara Vieira, o aplicativo permitirá identificar cores e marcas de esmaltes a partir de fotos  postadas por usuários, seja de unhas pintadas ou mesmo de um objeto qualquer, formando uma paleta de cores e um feed de imagens. Fizeram parte da equipe Marcello Dom, publicitário, Pedro Ferraz, administrador de empresas, e Renan Kosicki, desenvolvedor.

Criar para conectar

Pedro Berti, organizador do evento, destaca a importância da integração entre áreas: “É impressionante ver como pessoas que nunca haviam se visto antes conseguem se conectar em torno de uma ideia e criar algo muito interessante; cada um contribui para o trabalho com a sua habilidade”, diz.

Ele conta que Bárbara, idealizadora do aplicativo vencedor, não havia inscrito seu projeto na competição; também não é designer nem programadora, é arquiteta, aparecendo como uma 'Tech Turist'. “No final da apresentação dos projetos, perguntei se alguém gostaria de mostrar uma ideia na última hora, e ela levantou a mão”, disse.

Berti, que participa do App Date, um evento internacional de exposição de aplicativos, teve o desafio de organizar a competição aqui no Brasil, e já adianta que outros eventos BeMyApp virão por aí. “Queremos valorizar a cultura dos aplicativos. Novas ideias assim conectam e inspiram as pessoas”, diz.

 

Quanto à competição, ele fala que a briga será dura, sendo que alguns dos grupos dos outros países são mais numerosos. Mas se mantém otimista: “Acredito muito na criatividade do brasileiro”, aposta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.