Construção civil quer ajuda do governo para centro de tecnologia

Projeto será discutido com o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante

Estadão.com.br,

29 de julho de 2011 | 16h00

O Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) apresentará ao governo federal proposta para criação de um centro tecnológico voltado ao setor, afirmou nesta sexta-feira o presidente da entidade, Sergio Watanabe.

Segundo ele, o projeto será discutido com o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, durante o Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), em 11 de agosto, em São Paulo.

"Com a forte demanda, mais a falta de mão de obra, se não forem feitos investimentos em tecnologia, o setor vai ter problemas de produção", disse Watanabe à Reuters.

Pela proposta, o centro de pesquisa voltado à construção civil será localizado em Brasília, inicialmente. O centro contará com a participação de empresas para constituição de um fundo para o desenvolvimento tecnológico do setor.

Conforme dados da entidade, compilados em maio, a construção civil emprega quase 3 milhões de pessoas no país.

"Um centro de tecnologia para a construção civil é importante e estratégico para o setor, e a participação do governo é fundamental", acrescentou Watanabe. 

Tudo o que sabemos sobre:
ConstruçãoEconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.