Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Confira oito dicas para administrar uma padaria de sucesso atualmente

Lista foi compilada com sugestões dadas por professores em gestão, empresários do ramo e especialistas em marcas

Estadão PME,

06 de janeiro de 2014 | 15h10

Não é fácil administrar um pequeno negócio. Agora, se a empresa for uma padaria, a tarefa é ainda mais complexa. Para começar, há o espectro acirrado de concorrência. São mais de 12 mil pontos de venda espalhados por São Paulo, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (Abip). Por fim, há ainda a dificuldade de manter uma operação que mescla atividades industrial e comercial e precisa de funcionários suficientes para atenderem, diariamente, entre 1,5 mil a 4 mil clientes.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Para auxiliar o candidato a empreendedor nessa empreitada, preparamos uma lista com oito dicas dadas por professores em gestão, empresários do ramo e especialistas em administrar marcas consolidadas do ramo. O resultado está abaixo.

Lucro na cozinha

A conveniência gera movimento, mas o lucro da panificadora está no portfólio de itens produzidos ou transformados em sua lanchonete ou dentro da cozinha industrial. Quanto mais independente, mais rentável será a padaria.

O giro é fundamental

Com margens baixas, o empresário precisa aprender a trabalhar com o giro de produtos.

Invista em novidades

Não importa o tamanho do empreendimento ou o local em que ele está instalado, o empresário que ignorar a tendência de oferecer serviços e produtos variados fatalmente ficará para trás. A inovação é a principal saída para o o crescimento do setor.

Logo cedo

A mesa de café da manhã é um serviço que hoje em dia aumenta o faturamento do setor - 45% do faturamento da padaria é proveniente das vendas da panificação. A copa – lanches, almoço e jantar – responde por

24% das vendas, seguida pelas áreas de confeitaria (17%) e revenda de produtos (14%).

Olhe para o vizinho

Quase ninguém é capaz de cruzar a cidade para comprar pão. Assim, o público da panificadora está restrito a alguns poucos quarteirões do entorno. Por isso, procure conhecer bem seus clientes e deixe o seu negócio com a ‘cara’ do vizinho.

Regionalize o negócio

Cada bairro tem sua história. Inspire-se na cultura e no passado da região para posicionar o seu estabelecimento.

Ponto é fundamental

A padaria é tida pelos especialistas em varejo como a loja de conveniência do brasileiro. Assim, estar estrategicamente localizado é fundamental. Opte por ruas e avenidas movimentadas, endereços que mantenham em evidência o seu negócio.

Equipe grande

Invista em mão de obra para atender a demanda do canal. Padarias consolidadas recebem, em média, de 1,5 mil a 4 mil clientes todos os dias.

Tudo o que sabemos sobre:
PãopadariaEstadãoPME

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.