Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Confira cinco opções de microfranquias em que você pode investir com mais segurança

Para Marcelo Cherto, empreendedor deve ficar atento com aventureiros do setor

Estadão PME,

07 de junho de 2013 | 06h50

Investir pouco para faturar um bom dinheiro. A fórmula que parece mágica é, na verdade, a base de sustentação para o  avanço das microfranquias no Brasil. Com o teto de investimentos definido em R$ 80 mil, segundo a Associação  Brasileira de Franchising (ABF), o volume de empreendedores que opta pelo modelo cresce na proporção das novas  opções disponíveis no mercado. 

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Mas, segundo Marcelo Cherto. presidente da consultoria Grupo Cherto e especialista em desenvolvimento de franquias,  é preciso muita atenção antes de bater o martelo por uma ou outra microfranquia. "É um segmento que não é difícil  que surja, de vez em quando, um aventureiro ou um amador que lance franquias e que depois não tenha condições de  sustentá-la, suportar a rede de franquias", afirma Cherto, que não classifica o segmento como um investimento por  parte do empreendedor.

"As micro franquias estão crescendo não só no Brasil, mas em outros países, porque elas atendem a uma demanda dessa  pessoa física sem muitos recursos e que está buscando uma alternativa ao emprego. Não olho para isso  (o segmento de microfranquias) como uma alternativa de investimento, mas como uma alternativa ao emprego. No fundo,  (a pessoa) está quase comprando um emprego para si própria", destaca.

Avanço. Segundo a ABF, o faturamento do setor de franquias em 2012 foi de R$ 103 bilhões. Isoladamente, as microfranquias  cresceram 22% em comparação a 2011, saltando de R$ 3,7 bilhões para R$ 4,7 bilhões. Em número de redes, são 368 opções de microfranquias em 2012, ante 336 em 2011, evolução de 10%. Já em unidades, pulou de 12.561 para 13.352, uma expansão de 6%.

Acompanhe abaixo uma lista com cinco opções de microfranquias sugeridas por Maurício Galhardo, sócio-diretor da Praxis, especialista no assunto.

Dr. Resolve

Para Maurício Galhardo, a Dr. Resolve chama a atenção por ser uma das franqueadoras brasileiras que mais cresceu em 2012, com um média de praticamente uma nova unidade por dia.

Grupo SMZTO

Ao vender a Microlins, José Carlos Semenzatto montou um grupo de franqueadoras, com um portfólio que vai desde unidades de venda direta, com a Multicanalidade, até a Casa do Sorvete Jundiá.

Grupo Zaiom

Empresa especializada em microfranquias, o Grupo Zaiom é gestor, entre outras, da marca de reforço escolar Tutores, da Home Angels (cuidadores de pessoas) e da Dr. Jardim, que faz manutenção de piscinas e jardins.

Unepxmil

A franquia Unepxmil atua no segmento de venda de rastreadores automotivos. É, de acordo o ranking da ABF, a segunda maior rede de franquias em número de unidades do Brasil, ficando atrás somente de O Boticário. O destaque, diz Maurício Galhardo, da Praxis, é a opção de franquia individual, onde não há necessidade de Ponto Comercial. "O franqueado trabalha no sistema home office", conta.  

Carrinho e Quiosque Chopp Brahma

Para o especialista da Praxis, a chancela da marca Ambev é o ponto forte da franquia. por trás, o que dá maior segurança ao investidor. O investimento inicial é a partir de R$ 10 mil (inclusos apenas instalação, não há taxa de franquia e capital de giro). O faturamento médio mensal é de R$ 5 mil, com margem de lucro líquido de 12% a 15%, entre R$ 600 a R$ 750. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.