Confiança dos empresários na economia cai em junho

Índice apurado pela Fecomercio-SP registra queda de 3,5% no mês

ESTADÃO PME,

11 de julho de 2011 | 16h52

Comerciantes e empresários do setor de serviços estão menos otimistas em relação à economia, informa o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), da Federação do Comércio de São Paulo (Fecomercio-SP). Na comparação entre maio e junho, o Índice registrou queda de 3,5%, atingindo 123,3 pontos em uma escala que varia de 0 a 200. Mesmo diante da redução da confiança, o cenário ainda é positivo, já que o índice considera que os empresários estão otimistas quando a escala é superior a 100.

A assessoria técnica da Fecomercio destaca que a queda se deve à percepção dos empresários de que haverá uma desaceleração na economia no segundo semestre do ano. O cenário é decorrente da política de aperto monetário assumida pelo governo com as medidas macroprudenciais, adotadas para restringir o acesso ao crédito.

Apesar da queda no mês, o Índice de Expectativa do Empresário do Comércio (IEEC), componente do ICEC, aponta otimismo dos empresários no que diz respeito ao médio e longo prazo. Nesse quesito, o empresariado marcou 151 pontos em junho.

As perspectivas de investimento também são vistas com certo otimismo, sendo que os estoques das empresas estão adequados para o momento e os investimentos devem ficar em um patamar neutro. Segundo avaliação da assessoria técnica da Fecomercio, as contratações devem permanecer estáveis, o que deve assegurar um nível de ocupação próximo ao atual durante o segundo semestre de 2011, porém não tem semelhança com a aceleração do ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.