Reprodução
Reprodução

Concurso premia vencedor com bolsa de estudos em universidade na Nasa

Projeto deve propor uma inovação tecnológica para melhorar a vida de 1 milhão de brasileiros

ESTADÃO PME,

02 de março de 2013 | 15h50

Qual é seu projeto de inovação tecnológica para melhorar a vida de 1 milhão de brasileiros? Quem tiver a resposta tem a chance de concorrer a uma bolsa de estudos para o Global Studies Program (GSP) da Singularity University, que reúne empreendedores de todo o mundo, dentro das instalações da Nasa, na Califórnia, nos Estados Unidos.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O prêmio faz parte do concurso cultural promovido pela faculdade de tecnologia Fiap em parceria com a própria Singularity. A ação garante um brasileiro entre os participantes e é uma forma de trazer esse conhecimento para o País, de acordo com o diretor de desenvolvimento institucional da Fiap, Ivan Costa.

No vídeo da cerimônia de abertura do GPS de 2001, o cofundador do Google disse: "É incrível! Tudo o que acontece aqui excede todas as minhas expectativas. Procuramos pessoas que realmente tentam tornar o mundo melhor. Não um pouco melhor, mas muito melhor. Se eu fosse estudante, este é o lugar que eu gostaria de estar".

"O GSP é um momento que reúne o que há de melhor em inovação, tecnologia, empreendedorismo. Além de toda troca de conhecimento, o programa inclui acesso privilegiado em empresas da região, localizadas no Vale do Silício", pontua o diretor da Fiap.

A vencedora do concurso do ano passado, Karla Lopez, teve o privilégio de participar do GSP. Foram dez semanas, com 13 horas de atividades diárias. Formada em radialismo, ela trabalha desde 2003 nas áreas de educação, internet e negócios. "É uma reunião de pessoas com o mesmo objetivo. E são pessoas interessantes com histórias de vida inacreditáveis", diz.

A proposta vencedora envolve uma plataforma para compartilhar experiências e práticas de ensino. No entanto, durante o GSP ela se uniu a mais três participantes para começar outro projeto relacionado ao gerenciamento de direitos autorais de peças em 3D.

Participação. O interessado pode fazer sua inscrição até o dia 6 de março no site do concurso Call to Innovation. Os cinco finalistas passarão por uma banca e o vencedor será anunciado no dia 25 de março. O concurso está na quarta edição e recebe em média 140 inscrições.

"É um concurso já estabelecido e o que temos notado é que as propostas melhoram a cada edição", destaca Costa. Além da bolsa de estudos no valor de US$ 30 mil para o curso de dez semanas, o prêmio inclui alimentação, estadia e transporte. Na volta da viagem, o vencedor ainda ganha uma bolsa para cursar um dos programas de MBA da Fiap.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.