Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Concorrência fez empresa especializada no mercado de bebês mudar para sobreviver

Puro Amor vendia produtos para bebês, mas foi prejudicada pelo ‘boom’ de compras de enxoval nos Estados Unidos

Estadão PME,

08 de dezembro de 2012 | 14h10

 A palavra planejamento surgiu na vida de Karina Gonçalves Manrique quando o negócio administrado por ela tinha dois anos e foi afetado pelas compras de enxoval de bebê nos Estados Unidos, fenômeno que ocorreu entre o fim de 2009 e começo de 2010.

“Tudo o que eu vendia custava 70% a mais do que lá fora e as vendas caíram. Chegou o momento de sentar e avaliar: fecho ou mudo?”

A loja Puro Amor, em São Paulo, começou sem planejamento, com a venda de chupetas, mamadeiras, livros e brinquedos.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

No andar de cima, o espaço foi destinado para a realização de eventos como chá de bebê. “O negócio não ‘virou’ e resolvi colocar outros itens para venda nesse local”, conta. Mas logo veio a queda nas vendas e a empresária se viu aparentemente sem saída.

A solução foi fazer novos planos, cursos, idealizar novos ambientes para o comércio e calcular melhor as margens do negócio. O resultado foi uma empresa com foco em móveis e decoração para quartos de bebês.

“Planejei o que eu queria fazer e onde queria chegar”, diz. Nos primeiros nove meses do ano, a loja aumentou o faturamento em 126% na comparação com o mesmo período de 2011.

Karina, inclusive, já planejou o ano que vem no início de 2011, quando percebeu a transformação da rua onde o comércio funciona na Vila Olímpia, bairro nobre de São Paulo. “A rua é um roteiro de grávidas com mais de 12 lojas e o planejamento é muito importante para você sobreviver nesse mercado concorrido”, analisa. Os planos incluem treinar os funcionários da loja.

5 dicas para não errar

Avalie -Não espere o negócio ficar ruim para reavaliá-lo.

Equipe - Motive os seus colaboradores com um plano de carreira.

Estude - Dono deve ter capacitação e buscar troca de experiências.

Cautela - Não use todo o seu capital para apostar em uma nova ideia.

Calcule - Deixe sempre uma folga de dinheiro para imprevistos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.