Daniel Teixeira/AE
Daniel Teixeira/AE

Comércio na Grande SP tem alta de 2,6% nas vendas

Desempenho foi puxado pelo resultado das lojas de eletrodomésticos e eletroeletrônicos e pelos supermercados

Agência Estado,

17 de novembro de 2011 | 12h16

 O comércio varejista da região metropolitana de São Paulo aumentou suas vendas em 2,6% em agosto ante o mesmo mês do ano passado e faturou um total de R$ 12,3 bilhões. Os dados fazem parte da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV), divulgada nesta quinta-feira, 17, pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP) e pela empresa de informações do comércio eletrônico e-Bit, já que também engloba os negócios feitos via internet. As vendas no acumulado do ano estão 3,5% maiores que no mesmo período de 2010. Na comparação de agosto com julho, porém, houve queda de 0,3%.

O segmento lojas de eletrodomésticos e eletroeletrônicos e o de supermercados puxaram o resultado para cima ao apresentarem aumento de 10,5% e 7,4%, respectivamente, no faturamento de agosto comparado ao mesmo mês de 2010. Nesta mesma análise, a maior queda ficou com farmácias e perfumarias, de 12,6%. Na comparação com julho deste ano, destacaram-se os segmentos comércio automotivo (alta de 8,5%) e farmácias e perfumarias (4,4%), enquanto apresentaram maiores quedas lojas de vestuário, tecidos e calçados (-20,3%) e móveis e decorações (-7,2%).

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

De acordo com o levantamento, os índices de agosto mostram que, mesmo com a queda da atividade econômica internacional, o mercado interno mantém um grau de confiança elevado. "Enquanto prevalecerem os bons indicadores de renda e emprego, as vendas varejistas tendem a continuar em crescimento, e o comércio deve encerrar o ano com nova taxa de alta nas vendas, superando 2010, que até agora registrou o maior volume de vendas anuais da década (superior a R$ 10 bilhões)", afirma o relatório da pesquisa.

A pesquisa da Fecomercio-SP também analisa o faturamento apenas do comércio eletrônico na região metropolitana de São Paulo. Os números de agosto mostram aumento de 7,5% no faturamento em relação a julho e de 3,4% ante agosto de 2010. No acumulado dos oito primeiros meses desse ano, a alta atinge 13,3%.

Tudo o que sabemos sobre:
VarejoComércioEconomiaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.