Divulgação/Los Paderos
Divulgação/Los Paderos

Clubes de assinatura cobram a partir de R$ 59,90 para entregar pães na casa do cliente

Pães variam do tradicional francês até receitas alemãs

gisele tamamar, estadão pme,

03 de outubro de 2014 | 06h55

Do tradicional pão francês até um Sonnenblumenbrötchen, um pão alemão com sementes de girassol. Os clubes de assinatura investem na comodidade e oferecem a entrega de pães na casa do cliente. Recentemente, a rede de padarias drive-thru Pão To Go lançou seu clube de assinaturas com planos a partir de R$ 59,90 para o cliente receber quatro pães por dia durante o mês, inclusive fins de semana e feriados.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

De acordo com a empresa, o serviço está em funcionamento nas dez unidades abertas da Pão To Go: São José dos Campos, Fortaleza, Santos, Taguatinga, São Bernardo do Campo, São Carlos, Jundiaí, Rio Claro, Uberlândia e Piracicaba. A rede ainda tem 130 contratos assinados para a abertura de franquias. O investimento inicial exigido é de R$ 190 mil.

O plano mensal mais barato é de R$ 59,90. Se o cliente estiver de férias em outra cidade que também tenha uma unidade Pão To Go, ele pode transferir a entrega dos pães, desde que o aviso seja feito com pelo menos 20 dias de antecedência. Além do plano básico, o consumidor ou a empresa pode montar sua cesta de pedidos e escolher entre 100 produtos vendidos nas unidades.

Pão alemão. Em Campinas, quem investe no serviço é a padaria Das Brot por meio do Clube do Pão, há um ano. A empresa começou com a importação de pães especiais da Alemanha feitos com massa de fermentação natural sem conservantes e ricos em fibras. Os pães são importados congelados e o consumidor pode terminar de assar o produto em casa.

De acordo com um dos sócios da empresa, Tiago Turatto, 25 pessoas assinam o serviço. A meta é atingir 100 assinantes. O serviço custa R$ 94 por mês para a entrega semanal de dois kits de pães com quatro unidades cada. A padaria Das Brot tem uma unidade própria e outra franqueada em Campinas. O investimento inicial exigido para a abertura de uma unidade é de R$ 255 mil.

Rio de Janeiro. Já a Los Paderos, do Rio de Janeiro, foi criada em 2011, a partir de um projeto de MBA. A empresa abriu uma fábrica de pães e passou a trabalhar com a entrega dos produtos na casa dos clientes. Atualmente, são cerca de 100 assinantes ativos na empresa dos sócios Patrick Klapztein e Marcelo Ferraz.

O cliente paga uma mensalidade de R$ 85 e recebe os pães uma vez por semana. É possível escolher o tipo do pão que será entregue entre 15 opções, como ciabatta multigrãos, pão australiano e francesinho. Os pães são entregues semiprontos e resfriados. O cliente pode guardar o alimento na geladeira ou ainda congelar e assá-lo no forno elétrico ou convencional na hora do consumo. A Los Paderos também passou a investir na entrega para empresas e atualmente o cliente corporativo representa 90% do faturamento. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.