Reprodução
Reprodução

Cliente de loja japonesa pode usar roupa por um dia antes de pagar

Ação é restrita a 30 pessoas por dia e inclui peças com preços mais baixos

Estadão PME,

21 de julho de 2014 | 06h50

Para garantir a satisfação do cliente, uma loja de roupas japonesa resolveu inovar na experiência de provar a roupa e oferecer um serviço incomum: permitir que o consumidor use a roupa durante o dia antes de pagar ou simplesmente devolver.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O conceito GU Fitting foi implantado pela companhia Fast Retailing, que também é responsável pela marca Uniqlo. A loja foi aberta em Tóquio, no mês passado. No novo serviço, o cliente pode levar até três peças depois de dar o nome e número de telefone, e a experiência de provar a roupa não fica restrita aos provadores.

O cliente pode usar as peças durante o tempo que quiser, desde que elas sejam devolvidas no mesmo dia. Se ele gostar, volta na loja para pagar a compra ou pode devolver as peças. De acordo com o site Springwise, plataforma criada para captar e replicar boas ideias de empreendedorismo ao redor do mundo, o serviço foi restrito a 30 clientes por dia e os itens incluídos nessa ação pertenciam a uma faixa mais baixa de preço. 

Tudo o que sabemos sobre:
modaJapãoEstadão PME

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.