Cinto deve ser usado por 15 minutos todos os dias
Cinto deve ser usado por 15 minutos todos os dias

Cinto que corrige postura arrecada meio milhão de reais em poucos dias

Projeto ainda tem 36 dias de campanha e deve ser entregue ao mercado em maio

Estadão PME,

09 de abril de 2015 | 14h34

A ideia de desenvolver uma cinta corretora de postura surgiu por um problema ciático de uma atleta simpatizante por escaladas e outros esportes radicais. Após pedir a ajuda de profissionais da fisioterapia e da quiropraxia, Katherine Krugseis elaborou seis protótipos até chegar ao Better Back, projeto que tem sido recebido com um sucesso estrondoso no portal de financiamento coletivo Kickstarter.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Há 36 dias de encerrar a campanha, o Better Back já conseguiu 2692 apoiadores financeiros e arrecadou um total de US$ 191.847 (aproximadamente R$ 585 mil) extrapolando a meta inicial de US$ 12,5 mil. A Startup está localizada em São Francisco, nos Estados Unidos, mas a cinta já tem entregas programadas em regiões do Canadá e em Honh Kong. O produto deve chegar ao mercado em maio.

O maior diferencial deste cinto é que, além de não exigir nenhum tipo de tecnologia para funcionar, pode proporcionar economia de recursos com móveis ergonométricos pois, segundo a empresa, a sua função corretiva se aplica direto no corpo. O usuário deve manter o Better Back nas costas durante 15 minutos por dia, até que o corpo "encontre" a postura certa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.