Reprodução
Reprodução

Case facilita a vida de quem tira fotos com iPhone e arrecada mais de R$ 1,5 milhão

Produto foi lançado em campanha no site de financiamento coletivo Kickstarter

Estadão PME,

20 de fevereiro de 2015 | 07h10

Tirar fotos com o celular já faz parte da rotina das pessoas. Mas esse processo, em geral, não é tão rápido. É preciso desbloquear o aparelho, ajustar o foco e clicar na tela. Segundos que podem ser preciosos para quem quer tirar uma foto em movimento. Foi pensando justamente em facilitar a vida dos fotógrafos que uma empresa de Seattle criou o Moment Case.

::: Saiba tudo sobre :::

Mercado de franquias

O futuro das startups

Grandes empresários

Minha história

O case feito, por enquanto, apenas para iPhone 6, tem como objetivo trazer as melhores características de uma câmera tradicional para o smartphone. Uma delas é tirar fotos melhores e mais rápido. Para isso criou um botão no case para focar e tirar a foto, sem a necessidade de destravar o celular.

O produto ainda uma lente especial e controles avançados para obter a melhor imagem, controlados pela combinação do botão e de toques na tela do aparelho. O usuário pode usar o botão para focar e o toque na tela para adequar a luz.

Os criadores também se preocuparam em incluir acessórios para facilitar o transporte do celular, que muitas vezes ficam nos bolsos dos usuários. A alça ajuda a deixar o smartphone (pendurado no pescoço ou no pulso) mais acessível para tirar fotos.

O case foi lançado durante uma campanha no site de financiamento coletivo Kickstarter e bateu facilmente a meta inicial de US$ 100 mil. Até a manhã desta sexta-feira, 20, mais de 3,7 mil pessoas apoiaram o projeto com US$ 547.288 ou mais de R$ 1,5 milhão. A campanha segue até o dia 26 de fevereiro. O case pode ser encomendado por US$ 49 no site e deve chegar ao varejo com preço de US$ 79. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.