José Patricio/Estadão
José Patricio/Estadão

Casal oferece serviço para cuidar de gatos que custa R$ 60 por dia

Cuidadores vão até a casa do dono do animal para trocar água e ração, limpar areia e brincar com o bicho

GISELE TAMAMAR, ESTADÃO PME,

07 de dezembro de 2012 | 15h56

Com a experiência de lidar com gatos há dez anos e morar com dez bichos atualmente, o casal Cristiano Rodrigues da Cunha e Tatiana de França Sales resolveu empreender com o que eles gostam. Eles montaram uma espécie de serviço de babá de gatos, o Cat Sitter Allegro.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O negócio foi criado há três anos, resultado de duas combinações. A primeira é que Tatiana é fundadora da ONG de proteção animal Confraria dos Miados e Latidos. A segunda é que o casal já costumava cuidar dos gatos dos amigos, quando eles viajavam. "Resolvemos tornar o negócio mais profissional", explica Cunha.

Mas os gatos não são levados para um espaço reservado, como se fosse uma creche. São os empreendedores que vão até a casa dos donos para cuidar dos animais. "O cachorro é mais afetivo, gosta de passear. Já os gatos, em geral, não gostam muito de sair de casa, ficam mais na dele", diz Cunha.

O casal já teve uma experiência de colocar os animais em um ambiente diferente da sua casa, mas não deu certo porque eles ficavam estressados. O serviço do Cat Sitter Allegro inclui uma visita na casa para troca de ração e água, limpeza dos recipientes, troca da areia, escovação dos pelos e se o dono quiser, fotos e vídeos do seu bicho de estimação.

"Também brincamos com os gatos, mas tem alguns bichos que preferem ficar escondidos", relata Cunha. Antes do serviço, o empresário vai até a casa do dono do gato para conhecer o animal e descobrir as preferências do bicho. Se o gato está em tratamento médico, a dupla também se compromete a dar o remédio nos dias e horários combinados.

Atualmente, a empresa tem cerca de 40 clientes cadastrados que utilizam o serviço com frequência. O pico de procura pelo serviço ocorre entre os dias 20 de dezembro e 2 de janeiro. Até o momento, dez pessoas agendaram o serviço para o período. A empresa atende moradores da cidade de São Paulo e da região do ABC. O serviço custa R$ 60 por dia.

Por enquanto, o negócio ainda não é a principal fonte de renda do casal. Mas para 2013, Cristiano e Tatiana querem expandir o serviço de consultoria para ajudar as pessoas a como cuidar de gatos, incluindo os quesitos de alimentação e segurança, por exemplo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.