Divulgação
Divulgação

Casa das Calcinhas prevê faturamento de R$ 30 mil

Com 33 anos de história, rede aderiu ao franchising neste ano

Ligia Aguilhar, Estadão PME,

26 de agosto de 2011 | 12h58

Fundada em 1978, a loja Casa das Calcinhas é especializada na venda de lingerie e agora quer expandir no mercado brasileiro sendo reconhecida por sua  proposta de disponibilizar atendimento personalizado e uma espécie de consultoria para que o cliente possa fazer a correta escolha das peças de acordo com a ocasião.

Com 25 unidades próprias, a rede aderiu ao franchising neste ano como parte do seu plano de expansão. O empresário interessado em ser franqueador da marca vai precisar desembolsar, pelo menos, R$ 201 mil e esperar até 36 meses pelo retorno.  O faturamento médio estimado é de R$ 30 mil por mês.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Siga o Estadão PME no Twitter ::

:: Faça parte da  nossa comunidade no Facebook ::

A rede promete oferecer ao futuro sócio apoio jurídico, na elaboração de manuais, desenvolvimento do projeto arquitetônico, financeiro, seleção do ponto comercial, propaganda e publicidade.

:: Quanto custa ter uma franquia Casa das Calcinhas ::

Investimento mínimo: R$ 201 mil

Tempo de retorno: 36 meses

Faturamento médio mensal: R$ 30 mil

Mais informações: www.casadascalcinhas.com.br

::: LEIA TAMBÉM :::

:: Saiba como aumentar o faturamento de sua franquia ::

:: Franquia Century 21 tem faturamento médio de R$ 50 mil ::

:: Franquia da livraria Nobel pode faturar até R$ 100 mil ::

:: Franquia da Contém 1 G fatura cerca de R$ 60 mil ::

:: Franquia da lavanderia Quality fatura até R$ 35 mil ::

:: Franquia da Mundo Verde tem faturamento médio de R$ 110 mil ::

:: Franquia da Ice Mellow garante faturamento de R$ 33 mil ::

:: Franquia do CNA idiomas prevê faturamento de R$ 50 mil ::

:: Franquia da 5 à Sec garante faturamento médio de R$ 35 mil ::

:: Franquia da TAM Viagens: faturamento chega a R$ 400 mil ::

Tudo o que sabemos sobre:
FranquiasEmpresasNegócios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.