Divulgação
Divulgação

Carioca fatura R$ 1,2 milhão vendendo hambúrguer natural em praias da zona sul

Negócio começou nos moldes típicos, com o empresário oferecendo o lanche para banhistas, e hoje conta com loja própria, franquia e planos de expansão para a cidade de São Paulo

Renato Jakitas, Estadão PME,

28 de janeiro de 2015 | 18h00

Vender lanche natural na praia não representa necessariamente uma novidade. Agora, faturar R$ 1,2 milhão com isso em um único ano, sim. O autor da proeza é o carioca Raphael Krás, de 28 anos, dono da marca Hareburger. Há quase uma década ele começou a preparar em casa hambúrgueres vegetarianos e oferecer para os banhistas na praia de Ipanema. Na primeira fase era apenas um hambúrguer de soja, agora são sete opções, incluindo um lanche de shitake, tido como seu carro-chefe.

::: Saiba tudo sobre :::

Mercado de franquias

O futuro das startups

Grandes empresários

Minha história

Assim como o portfólio cresceu, Krás também investiu nos modelos de comercialização – são duas lojas na capital fluminense, uma delas franqueada. A marca deve atravessar a Dutra e desembarcar em São Paulo em 2015.

“A gente quer ter mais cinco franquias no Rio e chegar em São Paulo no segundo semestre”, conta Krás, que para isso vendeu parte do negócio para um fundo de capital de risco. “A ideia era levantar dinheiro para expandir. Quero também montar um food truck, que acho que tem tudo a ver com o meu negócio”, afirma o empresário.

A franquia da marca, prevista para ocupar espaços pequenos, de 35 até 60 metros quadrados, é vendida hoje por R$ 250 mil. “A gente tem também um formato de microfranquia para o vendedor de praia, que hoje são sete pessoas aqui no Rio. Mas não tem um preço, não cobramos a adesão. É uma forma que encontramos de ativar a economia da praia”, finalizou o empreendedor carioca.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.