The Gates Notes/Reprodução
The Gates Notes/Reprodução

Caracterizado como um boneco Lego, Bill Gates revela seus livros favoritos de 2014

Fundador da Microsoft indica obras sobre negócios que leu durante o ano

Estadão PME,

09 de dezembro de 2014 | 15h18

A cada dezembro, é comum a aparição na internet de listas de "melhores do ano". Uma das mais esperadas pelo público em geral, sobretudo empreendedores, é a influente lista de livros favoritos de Bill Gates, o fundador da Microsoft.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A seleção deste ano já foi publicada no canal que mantém no YouTube, o The Gates Notes. Entre os livros indicados pelo executivo, que aparece em vídeo caracterizado como um boneco da Lego, estão obras que flutuam entre o mundo dos negócios e romances.

Confira as obras indicadas por Gates:

Business Adventures, John Brooks.

Bill Gates aponta este livro como o seu favorito. Quem lhe deu seu primeiro exemplar, há várias décadas, foi Warren Buffet, o lendário investidor tido como um dos homens mais poderosos do planeta, para que o então jovem Gates pudesse entender "o mundo dos negócios".

Capital in the 21st Century, Thomas Piketty.

Este livro provocou uma discussão global acerca da desigualdade, a qual chama a atenção para a desigualdade como um problema crescente que os governos devem reduzir.

How Asia Works, Joe Studwell.

Neste livro, o autor apresenta respostas para duas das maiores questões do desenvolvimento econômico: como é que países como Japão, Taiwan, Coreia do Sul e China conseguiram um crescimento alto e sustentável? E por que poucos países também conseguiram?

The Rosie Project, Graeme Simsion.

Para Gates, é a novela mais divertida que leu nos últimos anos. É um romance considerado engraçado que fez o executivo pensar sobre relacionamentos: o que os faz funcionar e como as pessoas precisam investir tempo e energia para torná-los melhor.

Making The Modern World: Materials and Dematerialization, Vaclav Smil.

Livros do autor têm aparecido com frequência nas listas de Bill Gates. Neste ano, a obra escolhida fala sobre o uso mundial de materiais, do silício a madeira, do plástico ao cimento. Smil faz uma reflexão sobre a produção insustrial com menos materiais. 

Tudo o que sabemos sobre:
MicrosoftBill GatesWindows

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.