Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Capital comprometido na indústria de private equity cresce 21%

Alta foi identificada em pesquisa da KPMG em parceria com a Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital

Ricardo Bomfim, Especial para o Estado,

15 de abril de 2014 | 13h57

O capital comprometido na indústria de private equity cresceu 21% em 2013 em relação ao ano anterior. O saldo ficou positivo em R$ 100,2 bilhões, enquanto o capital disponível se manteve estável em R$ 28,5 bilhões. Os dados são de pesquisa da KPMG em parceria com a Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP).

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Até 31 de dezembro de 2013, houve investimento de R$ 70,7 bilhões em empresas, enquanto R$ 28,5 bilhões ficaram disponíveis para novos investimentos e despesas dos fundos. Os investimentos cresceram por volta de 34% comparados a 2012. Também aumentou a participação de estrangeiros na origem do capital comprometido, que foi de 49% em 2012 para 55% em 2013.

Entre os setores que mais obtiveram o interesse dos gestores estão o de energias renováveis, com 21% do foco de interesse e agronegócio e energia, com 18% cada. Quarenta e oito por cento dos gestores declararam buscar novas oportunidades sem preferência específica por um determinado setor.

Os private equity são fundos que compram participações em empresas e que têm por objetivo dar um impulso financeiro à empresas já consolidadas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.