Reprodução
Reprodução

Caneta 'escaneia' e reproduz a cor de qualquer objeto no papel

Os desenvolvedores também oferecem uma versão para desenhar em smartphone ou tablet

Estadão PME,

12 de junho de 2014 | 06h39

Pode ser um adeus às caixas de lápis de cores, canetinhas ou giz de cera. A caneta Scribble, segundo seus desenvolvedores, pode replicar 16 milhões de cores diferentes e armazenar em sua memória 100 mil cores digitalizadas. Ela vem com duas pontas, uma que escaneia a cor de qualquer objeto e uma que serve para escrever, desenhar ou pintar.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Os usuários podem apontar a extremidade quem tem o scanner para qualquer superfície e capturar a sua cor. Um microprocessador interno da caneta traduz a informação para um código hexadecimal e cria essa mesma cor para ser usada imediatamente.

Isso é possível porque a caneta possui cinco cartuchos recarregáveis, com ciano, amarelo, magenta, preto e branco. Quando a cor de um objeto é capturada, ela mistura a quantidade certa de cada tinta para replicar aquela cor copiada.

Os desenvolvedores Mark Barker e Robert Hoffman, da Califórnia, nos Estados Unidos, informam que devem lançar uma campanha no site de financiamento coletivo Kickstarter para obterem recursos e, com isso, alavancarem o projeto. A previsão do negócio é vender cada caneta por US$ 149,95, equivalente a R$ 334,07.

Mas também haverá uma versão para usar em smartphones e tablets com ajuda de um aplicativo, que será vendida por US$ 79,95, ou R$ 178,12.

Ambas pesam um pouco menos do que 40 gramas e são alimentadas por uma bateria de íons de lítio. Possuem entrada USB e podem se comunicar com outros aparelhos eletrônicos por meio de bluetooth. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.