Caneca impossível de ser derrubada fica 15% mais cara com dólar alto

Caneca impossível de ser derrubada fica 15% mais cara com dólar alto

Com moeda valendo R$ 3,12, preço final do produto no país pulou de R$ 67 para R$ 77

Estadão PME,

09 de março de 2015 | 15h49


A Mighty Mug, ou Super Caneca, em uma tradução livre para o português, ficou famosa na internet em 2014 após aparecer em campanha de financiamento coletivo no Kickstarter com a promessa de ser um artigo impossível de ser derrubado -  um atrativo comercial que fez decolar o projeto de produção e venda da caneca no mercado após arrecadarem US$ 107,6 mil em 30 dias.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Após a boa aceitação por parte dos apoiadores do projeto na campanha online, veio um primeiro revés por conta da grande procura pelo produto: a empresa enfrentou problemas para fazer as entregas das canecas às pessoas que pagaram, sobretudo as que fizeram pedidos fora dos Estados Unidos.

O problema mais recente, no entanto, pode afetar diretamente as vendas do produto fora dos EUA, sobretudo no Brasil. O dólar alto, que chegou a bater a marca de R$ 3,12 nesta segunda-feira (9), aumentou em cerca de 15% o preço da caneca para o consumidor brasileiro.

Em janeiro deste ano, quando a moeda norte-americana estava cotada a R$ 2,69, a Mighty Mug saia por R$ 67,22 (US$ 24,99) no Brasil. Com a alta, a caneca custa hoje R$ 77,46, considerando o câmbio a R$ 3,12. Isso sem contar o valor do frete.

O sucesso da Mighty Mug foi muito grande fora dos EUA. Tanto que, no site do produto, outros países estão em destaque na área destinada à compra da caneca, inclusive o Brasil, denotando uma procura grande por parte dos consumidores do País. Os demais países são Canadá e Cingapura.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.