Canal de vendas com publicidade

Canal de vendas com publicidade

Perfis de empresas podem divulgar e até vender produtos

Nathalia Molina, Especial para o Estado

30 de julho de 2018 | 22h29

Inicialmente tratadas como meio de conexão entre pessoas, as redes sociais logo se tornaram parte importante da comunicação de empresas com consumidores. Cientes da importância desses canais para os negócios, as fornecedoras da categoria desenvolvem soluções para perfis corporativos divulgarem produtos e até efetuarem vendas. Largamente usado por empresários para falar com clientes, o WhatsApp viu aí espaço para lançar neste ano uma versão para empreendedores. Instagram e Facebook dispõem de vários formatos de anúncio – até no Stories – e de formas de segmentar o público-alvo da propaganda.

Rede social pode representar publicidade a custo acessível. “Dá para anunciar no Instagram com R$ 1. O investimento é definido pelo empreendedor, depende do objetivo”, diz Melissa Amorim, head de Comunicação do Instagram para a América Latina. Com ou sem anúncios, ela diz que “é possível levar sua mensagem para milhões de pessoas em qualquer lugar do mundo, o que permite a expansão dos negócios”.

WhatsApp lança perfil de pequenos negócios

Desde janeiro, PMEs já podem ter perfil no WhatsApp, utilizando celular com sistema Android – ainda não há previsão para iOS. Gratuito, o WhatsApp Business formaliza o que já ocorria com o aplicativo de mensagens: servir para a comunicação entre empresários e clientes.

No Brasil, 81% das PMEs que usam o WhatsApp informam que isso ajuda seus negócios a crescer, segundo dados da Morning Consult. Com o aplicativo, a PME pode trocar, entre outras, mensagens sobre mercadorias e pedidos. Uma padaria, por exemplo, consegue divulgar os produtos do dia. A PME pode ainda organizar contatos e conversas com marcadores para achar depois. Para ver se as estratégias de divulgação estão funcionando, há acesso a métricas sobre mensagens lidas.

O número de pessoas utilizando o novo aplicativo passa de 3 milhões – a empresa não informou os dados do Brasil.

Lançado em 2009, o WhatsApp é usado todo mês por cerca de 1,5 bilhão de pessoas no mundo todo. No Brasil, são em torno de 120 milhões.

Métricas e anúncios no Instagram

Com a ferramenta de compras do Instagram, lançada em março, as empresas podem marcar os produtos em suas fotos e, com um clique, o consumidor obtém dados (como descrição e preço) e acessa a página para incluir o item no carrinho. “É uma maneira de reduzir o tempo de pesquisa e fazer com que o consumidor tenha acesso rápido a detalhes importantes, sem sair da plataforma, o que facilita o processo de compra”, diz Melissa Amorim, head de Comunicação do Instagram.

Fundada em 2010, a rede aceita perfis comerciais desde 2016. “Muitos negócios consideram o Instagram como o site da sua empresa, a plataforma funciona como uma vitrine de produtos, conectando pessoas e marcas”, diz Melissa. “Isso pode ocorrer naturalmente ou por anúncios. Há vários formatos, como fotos, vídeos, Stories e carrossel, mas o mais importante é traçar os objetivos pensando no público de interesse.”

Ela afirma que 60% dos usuários descobrem produtos no Instagram e cerca de 200 milhões visitam algum perfil de negócios todos os dias. Para traçar estratégias, as empresas têm acesso a métricas: visualizações do perfil, principais publicações, cliques no site e informações sobre seguidores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.