Máquina tem versões bastante coloridas
Máquina tem versões bastante coloridas

Câmera fotográfica de plástico arrecada R$ 700 mil em financiamento na web

Máquina é uma versão hightec da chinesa Holga, sucesso nos anos 80 e 90

Estadão PME,

14 de setembro de 2015 | 07h15

Uma máquina fotográfica de plástico, inspirada em um sucesso chinês dos anos 80 e 90, já arrecadou mais de R$ 700 mil em um site de financiamento coletivo.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Criada à imagem e semelhança da Holga, máquina originalmente lançada em 1982 para ser uma versão barata e acessível de câmera fotográfica para os chineses, a Holga Digital é inteiramente de polipropileno, inclusive sua lente.

A novidade foi apresentada em um site de financiamento coletivo, o Kickstarter, onde busca suporte para sua produção. Em poucos dias conquistou a meta estabelecida, que era de 50 mil dólares canadenses. Agora, restando ainda um mês para o término da campanha, os desenvolvedores já levantaram $ 230,9 mil (R$ 707,7 mil - levando em consideração a cotação de R$ 2,91).

China. Certmente, muito do sucesso da novidade tem relações com a onda retrô, sempre muito lucrativa quando bem explorada. O produto, pelo menos em seu lançamento, parece conseguir atingir os internautas saudosos da primeira câmera Holga, lançada na China, que acabou se transformando em um ícone dos anos 80 e 90 no Ocidente.

Em cerca de 20 anos, estima-se que meio milhão dessas máquinas tenham sido vendidas pelo mundo, disputada por entusiastas de fotografia e artistas interessados no efeito pouco convencional criado por suas lentes de plástico.

Agora, a nova Holga é uma versão idêntica, só que em versão digital, que obviamente dispensa o quase extinto filme 120, de médio formato.

As duas outras grandes adaptações do projeto atual é o corpo menor que a convencional e, bem ao estilo das toy-cameras, opções de cores que vão da sóbria e tradicional Holga preta até algumas que de chamativas parecem peças de lego.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.