Monica Bento/AE
Monica Bento/AE

Caixa vai financiar R$ 345 milhões em programa de microcrédito

Empreendedores Individuais de mais de 30 comunidades do país já contam com o financiamento facilitado

Estadão PME,

20 de janeiro de 2012 | 12h02

Os empreendedores individuais do País vão ampliar suas possibilidades de crédito neste ano.  Serão disponibilizados pela Caixa Economica Federal R$ 345 milhões por meio do Microcrédito Produtivo Orientado (CRESCER).  De acordo com a instituição bancária, a operação oferece facilidade de contratação, taxa de juros reduzida (0,64% ao mês) e prazo de até 24 meses para pagar. 

O programa de incentivo aos empreendedores, que iniciou em setembro de 2011, já destinou R$ 5 milhões, em aproximadamente 1.000 contratos, em regiões como o Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, e Heliópolis, em São Paulo.  Em dezembro, a Caixa Econômica ampliou a  atuação para mais três comunidades do Rio: Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu, aproveitando o processo de pacificação dos bairros.

Os recursos do Microcrédito Produtivo Orientado podem ser usados como capital de giro ou para compra de equipamentos e máquinas. O valor máximo do empréstimo é de R$ 15 mil, com prazo de até 24 meses para pagar, e taxas de juros de 0,64% ao mês. A Taxa de Abertura de Crédito (TAC) é de 1% do valor do empréstimo. Atualmente o valor médio concedido aos empreendedores é de R$ 4 mil.

Inclusão

O programa Microcrédito Produtivo Orientado também fomenta a geração de empregos nas comunidades atendidas. De acordo com a Caixa, mais de 500 jovens foram contratados para atuar como agentes de microcrédito. Em 2012, a expectativa é que 2000 aprendizes sejam recrutados para prospectar e orientar tomadores de crédito.

Desde que foi instituído pelo Governo Federal, no ano passado, a Caixa Econômica passou a atuar diretamente em comunidades de baixa renda oferecendo o crédito facilitado aos empreendedores individuais, estimulando a formalização dos trabalhadores autônomos.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Tudo o que sabemos sobre:
EconomiaCrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.