Cachaça 51 aparece em 'Two and a Half Men' e vai replicar modelo em outras séries de sucesso

Estratégia da produtora da bebida é fortalecer a marca no exterior em seriados que também são exibidos no Brasil

Estadão PME,

13 de janeiro de 2015 | 16h01

 

A cachaça 51, produzida no Brasil pela Companhia Müller de Bebidas, passa por uma processo de internacionalização da marca. Para isso, deu início a uma série de ações de propaganda nos últimos meses nos EUA, inserindo o produto nos seriados Big Bang Theory, em 2013, e mais recentemente no Two and a Half Men, estrelado pelo ator Ashton Kutcher.

::: Saiba tudo sobre :::

Mercado de franquias

O futuro das startups

Grandes empresários

Minha história

Esta ação é integrante de um pacote de inserções que a empresa de bebidas investiu nos EUA. Para os próximos meses, o mesmo poderá acontecer em outros seriados, além de filmes e até clipes naquele país.

"Temos um plano de ações nos EUA para ser executado no médio e longo prazo porque temos de esperar as filmagens e outros processos antes de poder divulgar no Brasil o que estamos fazendo", disse Paula Videira, gerente de Marketing da Cia Müller de Bebidas.

Segundo a executiva, uma inserção como esta tem dois retornos importantes: o primeiro, por expor a marca para públicos novos e também para o brasileiro, já que estas séries também são exibidas no Brasil.

Em segundo, está o custo. Sem entrar em detalhes, Paula diz que fazer isso no EUA é mais barato, por exemplo, do que fazer o mesmo no horário nobre da grade nacional.

"É mais acessível do que as pessoas imaginam. Uma ação desta em um filme nacional ou nos intervalos comerciais, por exemplo, é muito mais caro pois não há tantos incentivos à produção que permitam otimizar os valores neste tipo de negociação", explica a executiva.

O tempo em média para a marca ser exibida é de cerca de um ano. Quem faz a intermediação dessa modalidade de estratégia de marketing, chamada "product placement", da marca 51 neste caso é a Monarca Group, uma produtora de conteúdo da cidade de Los Angeles cujos donos são brasileiros. Após os resultados obtidos com a aparição no The Big Bang Theory, a empresa decidiu renovar o contrato para outras séries.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.