Wilton Júnior/Estadão-6/5/2020
Wilton Júnior/Estadão-6/5/2020

Burocracia e taxas fazem microempreendedores desistirem de crédito

Pesquisa da Aliança Empreendedora aponta que 69% dos entrevistados não buscaram microcrédito na pandemia apesar de precisarem; maior parte é MEI, mulher e negro

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2020 | 15h32

Condições exigidas na concessão de crédito, além das taxas cobradas e da intimidade com as instituições financeiras, levaram muitos microempreendedores a desistirem de pedir crédito durante a pandemia do novo coronavírus, apesar de precisarem.

De acordo com pesquisa do programa Empreender 360, da Aliança Empreendedora, entre 274 entrevistados em todo o País, 31,4% disseram ter pedido crédito e 69% disseram que nem buscaram ajuda. Dentre os que não chegaram a pedir apoio financeiro, apenas 8% responderam que não tinham interesse na injeção de capital.

Todos os outros que não pediram elencaram motivos como: “não me encaixo nas condições e exigências de crédito” (31%), “as taxas de juros são altas demais” (13%) e “tenho medo de entrar em contato com alguma instituição financeira” (5%).

Entre as exigências do sistema financeiro que levaram os empreendedores a desistirem de tentar o crédito, muitos relataram à pesquisa incompatibilidade com a renda e com a condição de microempreendedor individual (MEI), além de endividamento e CPF negativado.

Entre aqueles que pediram crédito em instituições financeiras, 70,1% justificaram o pedido como forma de aumentar o capital de giro. Segundo Florian Paysan, coordenador do Empreender 360 e do estudo, esse dinheiro se mostra essencial para as empresas não quebrarem, já que serve para comprar a matéria-prima com a qual os negócios trabalham.

Os empreendedores pesquisados ganham, em sua maioria, até 2 salários mínimos com a atividade empreendedora (65,3% dos entrevistados), sendo a maior parte deles donos de micronegócios: 68,3% dizem ser MEIs.

O perfil dos respondentes mostra ainda que 88% se declararam do sexo feminino, 65,7% disseram ser negros, e 77,7% têm até o ensino médio completo.

A pesquisa foi realizada pelo Empreender 360, uma iniciativa da Aliança Empreendedora, que em 17 de setembro realiza virtualmente a 4ª edição do Fórum 360. O evento, assim como a Aliança, é voltado a microempreendedores que atuam em comunidades de baixa renda. Inscrições gratuitas pelo site.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.